Com queda de doações na pandemia, estoque de sangue da Hemoba está em nível crítico

No período da pandemia da , a Fundação de registrou no número de doadores de sangue em todas as unidades de coleta da Bahia. Antes das medidas de distanciamento social, as 24 unidades da chegavam a receber cerca de 12 mil candidatos à doação por mês, resultando em uma média de 10 mil bolsas de sangue coletadas. Atualmente, o número de candidatos mensal caiu para 10 mil e o de bolsas coletadas para sete mil. Por este motivo, o estoque está em nível crítico para praticamente todos os tipos sanguíneos.

Segundo Fernando Araújo, diretor geral do hemocentro, mesmo diante da redução no número de doadores, a Bahia está vivendo um momento de demandas transfusionais crescente. “Com a ampliação de serviços e descentralização da assistência, mais pessoas estão tendo acesso à média e alta complexidade em saúde em nosso estado. Com isso, a rede pública está realizando mais procedimentos, tratamentos oncológicos, transplantes e cirurgias em geral. Além disso, alguns pacientes com complicações causadas pelo coronavírus também necessitam de transfusão, o que exige a presença de doadores regulares nas nossas unidades”.

A adotou medidas preventivas para atender os voluntários à doação de sangue com segurança e evitar o contágio pela . Logo na entrada, há medição de temperatura corporal dos doadores. Na sala de espera, as cadeiras foram isoladas para evitar o contato próximo entre os doadores. Já na sala de coleta, as poltronas de doação estão distanciadas por mais de um metro e são higienizadas após cada doação. A doação de sangue também está funcionando com hora marcada. Os agendamentos podem ser feitos pelo site www.hemoba.ba.gov.br, e-mail horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou pelo telefone (71) 3116-5643.

Outra estratégia para facilitar a participação dos doadores durante o período de é a coleta de sangue nos condomínios. Os condomínios interessados em participar do projeto ‘ em Casa’ devem ter um salão de festas amplo e cerca de 500 moradores cadastrados para a doação. Para receber a visita técnica da equipe do hemocentro, é necessário realizar a inscrição através do e-mail conta.captacao@hemoba.ba.gov.br e telefone (71) 3116-5603.

Para doar sangue, o voluntário precisa se apresentar em uma das unidades da , usando máscara e portando documento original com foto, e ter entre 16 e 69 anos de idade. Apesar das indicações de idade do doador não terem sido alteradas, é recomendado que pessoas com mais de 60 anos permaneçam em casa. O candidato também deve pesar acima de 50 kg, estar bem descansado e alimentado, não fumar por, pelo menos, duas horas antes da doação e não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas.

É importante lembrar que quem estiver gripado, resfriado ou com suspeita da não pode doar sangue temporariamente. Caso o voluntário tenha contraído o vírus, só poderá doar sangue 30 dias após recuperação completa. Se tiver contato com alguém que está com sintomas da doença, é preciso esperar 14 dias após o último dia de contato.

UTI cardiovascular do HGRS já atendeu três mil pacientes em dois anos

A unidade de terapia intensiva (UTI) cardiovascular do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) completa, neste mês, dois anos de funcionamento. Desde a abertura do equipamento – que...

Taxa de ocupação de leitos de UTI chega a 59% em Salvador

A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para tratar pacientes infectados com Covid-19 voltou a registrar queda em Salvador. O índice nesta sexta-feira (07) foi...

Empresas e fundações vão montar fábrica para produção da vacina contra a Covid-19 e doar à Fiocruz

Ambev, Americanas, Itaú Unibanco (Todos pela Saúde), Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e a Behring Family Foundation vão equipar e financiar a infraestrutura necessária...

Sistema interligará bancos de dados sobre educação em saúde

O Ministério da Saúde anunciou hoje (6) a criação de um sistema de mapeamento que, a partir da interligação de cinco bancos de dados, ajudará na coleta,...