Ronnie Lessa: suspeito de matar Marielle é indiciado por tráfico de armas

A Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), do Rio de Janeiro, indiciou o policial militar reformado Ronnie Lessa por internacional de armas. Uma filha dele também foi indiciada.

Lessa está preso desde março do ano passado, acusado de matar, junto com o ex-PM Élcio de Queiroz, a vereadora Marielle Franco e o dela, Anderson Gomes, um ano antes, no Rio.

De acordo com o delegado da Desarme, Marcus Amim, Lessa comprava, pela internet, peças de armas da e enviava o produto para sua filha, nos Estados Unidos. Lá, segundo a polícia, a embalagem original era trocada e as peças eram exportadas ao como “peças de metal”, para enganar a fiscalização aeroportuária.

No , Lessa juntava as peças e vendia as armas para milicianos e quadrilhas responsáveis pela comercialização de drogas em comunidades. Segundo a Polícia Civil, o esquema funcionava desde 2014.

Mãe e filho são presos após tentativa de subornar policiais em Conquista

Acionados pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública, equipes do Esquadrão de Motociclistas Falcão da PM, alcançaram uma dupla de traficantes que fugiram...

Bope desarma explosivo que seria utilizado em pesca ilegal em Vera Cruz

Artefato foi encontrado, na ilha de Vera Cruz, próximo de um condomínio. O Graer levou os explosivistas até o local. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da...

De joelhos, mãe implora para jovem deixar o tráfico e acontece o pior; vídeo

Um vídeo que viralizou na segunda-feira (03/08) em grupos de WhatsApp mostra uma triste cena na localidade do Bate Coração, no bairro de Paripe, subúrbio ferroviário de...

Em Simões Filho, PM persegue traficantes e encontra drogas enterradas

Traficantes usavam terreno, nos fundos de um condomínio, para armazenar entorpecentes, armas e munições. A 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Simões Filho) encontrou drogas e rádios comunicadores enterrados,...