Entrega de cestas básicas a ambulantes prossegue na Mata Escura

Cerca de 150 ambulantes que atuam na Mata Escura – um dos bairros que estão sob medidas restritivas de combate ao novo coronavírus – receberam cestas básicas da Prefeitura nesta quarta-feira (12). A entrega foi feita por agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), na Escola Municipal São Miguel.

“Dando continuidade à distribuição de cestas básicas nos bairros com medidas restritivas, hoje foi a vez da Mata Escura. De forma ordeira e tranquila, as filas foram organizadas e os produtos entregues, sempre com a máxima atenção dispensada pela Semop aos ambulantes. Durante este período de pandemia, já distribuímos mais de 11 mil cestas”, declarou o titular da Semop, Marcus Passos.

As próximas entregas serão realizadas nesta quinta-feira (13) a 400 ambulantes de Pernambués, no CMEI de Pernambués e, na sexta-feira (14), a ação acontece na Escola Municipal José Calazans Brandão, em Santa Cruz, beneficiando 300 trabalhadores informais do bairro. Em ambos os casos, a distribuição começa às 8h.

Ontem (11), as cestas básicas foram entregues a 300 ambulantes na Escola General Labatut, em Pirajá. O processo de cadastramento já foi feito nessas localidades, que passam por medidas regionalizadas de restrição para conter o avanço da Covid-19, o que envolve o fechamento do comércio informal.

Os quatros locais estão em regime de medidas restritivas regionalizadas e ações de proteção à vida desde sábado (8) e por um período inicial de sete dias. Pirajá e Mata Escura entraram para lista pela primeira vez. Os bairros de Santa Cruz e Pernambués já haviam adotado as restrições mais duras e tiveram que retomar as ações devido ao aumento de casos de Covid-19.

Regras – Para receber a cesta básica, é necessário que esses trabalhadores estejam cadastrados. Ou seja, um dia antes de começarem as medidas restritivas no bairro, a equipe da Semop vai ao local fazer divulgação, verifica a quantidade de ambulantes e feirantes e realiza o cadastro com os dados do beneficiário.

Em seguida, uma equipe da Semop volta ao local, com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), para realizar as entregas. Têm direito ao benefício mesmo quem não é cadastrado como ambulante ou feirante junto à Semop ou que já tenha recebido outros tipos de auxílio por conta da pandemia. Só é necessária a comprovação de que tem ponto na localidade.

Últimas Noticias

O número de passos que deve andar por dia para evitar morte prematura

Uma professora e epidemiologista de atividade física na universidade Umass Amherst, nos Estados Unidos, apurou que caminhar sete mil...