Documentário mostra potencialidades do Polo Agroindustrial do Médio São Francisco

A região do Médio São Francisco baiano pode vir a ser uma nova fronteira agrícola do estado com a implantação do Polo Agroindustrial e Bioenergético, aponta a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE). O projeto tem previsão de gerar 21,5 mil empregos diretos, com um aporte de investimentos privados na ordem de R$ 2,3 bilhões nos sete empreendimentos em implantação e nos cinco em análise, nos municípios de Barra e Muquém de São Francisco. Para atrair novos investidores, a SDE lançou um documentário nesta segunda-feira (21) que mostra a expertise de alguns produtores e as potencialidades da região.

“A Bahia precisa dar uma renovada na área de irrigação, precisamos realmente elevar o número de projetos para melhorar a qualidade de vida das pessoas no Médio São Francisco, gerando emprego e renda. A região possui disponibilidade de terras férteis e disponibilidade hídrica, com o Rio Grande e o Rio São Francisco. Este é um projeto diferente, um mundo novo. Queremos, com a agricultura industrializada, com altíssima tecnologia, transformar a região do São Francisco no celeiro do Brasil”, destaca o vice-governador João Leão, titular da SDE.

Um dos empreendimentos em implantação é a Fazenda Serpasa, projeto sucroalcooleiro que possui área de 8.115 hectares, com 12 pivôs centrais em atividade e previsão de colher 400 mil toneladas de cana-de-açúcar na primeira safra de etanol, projetada para meados de 2021. O grupo já emprega 500 funcionários em Muquém de São Francisco, as obras da usina estão avançadas e a previsão é de gerar cerca de 3,9 mil empregos diretos e indiretos na operação integral do projeto.

“Estamos obtendo índices de produtividade superiores a 300 toneladas por hectares. Em relação às qualidades edafoclimáticas, são perfeitas. A cana, enquanto gramininha, ela é uma C4 com potencial de fotossíntese gigantesca. Ela consegue capturar a insolação, água e fertilidade, transformando em açúcar, nos dando uma condição diferenciada de produção”, explica o empresário Sérgio Paranhos, CEO do empreendimento.

ASSISTA AO DOCUMENTÁRIO

Para o investidor português José Coimeiro, sócio-gerente da Euroeste – projeto agropecuário com 4,8 mil hectares no município de Barra -, a região tem potencial extraordinário, dado o dinamismo que o Governo do Estado tem criado em volta dos municípios. “O exemplo que temos a dar também serve para que quem deseja vir investir entenda o potencial da região. Além disso, trouxemos para trabalhar no projeto um conjunto de pessoas que tem nos ajudado tanto no planejamento, quanto na operação”, afirma.

Fazenda Escola Modelo

O município de Barra abrigará também uma Fazenda Escola Modelo, que está sendo implantada dentro do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Águas. O projeto vai desenvolver técnicas agropecuárias irrigadas, de sequeiro e agroindustriais e servirá como suporte de formação e capacitação profissional e de experiência para o Polo Agroindustrial e Bioenergético.

Secult lança prêmio para Pontos de Cultura pelo Programa Aldir Blanc Bahia

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através da Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult) lança, nesta quarta-feira (21), mais um edital do Programa...

“Tomo sempre banho antes e depois de transar”, diz Xuxa

Xuxa Meneghel revelou no livro “Memórias”, lançado em setembro, que ainda sofre com os traumas por causa dos abusos sexuais que sofreu quando era criança. As informações...

Salvador ganha destaque em final latino-americana de game musical

Salvador será destaque durante a transmissão da final latino-americana do game musical Just Dance M.A.C Challenge 2020. A capital baiana, eleita pela segunda vez pela Unesco como...

Prêmio das Artes Jorge Portugal, da Funceb, tem inscrições abertas até segunda-feira (19)

Lançado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia, o Prêmio das Artes Jorge Portugal segue com inscrições abertas até 19 de outubro (segunda-feira), no site da no...