‘Operação Tempestade no Deserto’ transfere gerente do tráfico de Jequié para unidade de segurança máxima

Deflagrada no início da manhã desta quarta-feira (25/11), pela 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié), a operação ‘Tempestade no Deserto’ identificou e transferiu para um presídio de segurança máxima, um dos gerentes do tráfico do município de Jequié. O criminoso havia sido preso no mês de setembro, na capital baiana.

Segundo contou o titular da 9ª Coorpin, delegado Cristiano Mangueira, ações de inteligência constataram que ele ordenava, de dentro do presídio, a realização de homicídios e tráfico de drogas. “Assim que identificamos que o nosso alvo principal agia de dentro do presídio, iniciamos o cumprimento dos mandados de busca em 14 celas do Conjunto Penal de Jequié e o transferimos para um presídio de segurança máxima”, contou.

O delegado ainda informou que, durante as revistas, celulares utilizados para a comunicação com outros criminosos foram apreendidos. “Continuamos o nosso trabalho de investigação para localizar outros comparsas dele”, disse.

Equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Central, 19ª Batalhão da Polícia Militar (BPM/Jequié) e da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) integraram a ação.

Ainda nesta quarta-feira, as equipes desarticularam uma casa que servia como esconderijo e depósito de drogas, durante a operação ‘Na toca do Lobo’, deflagrada pela 9ª Coorpin e pela divisão de homicídios da Delegacia Territorial (DT) de Jequié.

As investigações apontavam o possível esconderijo no bairro Joaquim Romão, naquele município. Os policiais identificaram a casa e durante o cumprimento de busca foi encontrado uma carabina Roni com mira acoplada e uma pistola Glock G17, calibres 9mm, 43 munições de mesmo calibre, 12 rádios comunicadores, 10 quilos de maconha, três quilos de crack e 100 gramas de cocaína, além de duas balanças, pinos vazios para embalar os entorpecentes, anotações do tráfico de drogas e R$ 423,50.

“Na casa ainda encontramos um adolescente que fazia parte da organização criminosa. Encaminhamos ele para a 1ª DT e solicitamos o internamento ao Ministério Público”, concluiu Mangueira.

Lesão de continuidade na pele pode ser porta de entrada para bactérias

Lesões de continuidade na pele podem ser porta de entrada para bactérias que causam a erisipela, uma infecção da pele e do sistema linfático. Pacientes do grupo...

Acidente com duas lanchas mata 4 pessoas em Angra dos Reis

Um grave acidente envolvendo duas lanchas deixou quatro pessoas mortas hoje (16), na Ilha Paquetá, em Angra dos Reis, na Costa Verde do estado do Rio...

Governo Bolsonaro insiste para Butantan entregar Coronavac

Em novo ofício enviado ao Instituto Butantan, o Ministério da Saúde voltou a exigir neste sábado (16) a entrega de todas as 6 milhões de doses disponíveis...

Pagamento de indenizações do Dpvat passa a ser feito pela Caixa

A partir desta segunda-feira (18), a Caixa assume a gestão dos recursos e do pagamento das indenizações do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de...