Restaurantes Populares fecham 2020 com marca de 1,4 milhão de refeições servidas

Com o propósito de oferecer uma alimentação saudável e balanceada para a população mais vulnerável de Salvador, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) mantém duas unidades do Restaurante Popular na capital, localizadas nos bairros do Comércio e Liberdade. Em 2020, com a pandemia do novo coronavírus, os equipamentos ofertaram 1.402.275 refeições, o que significa mais de 1 milhão de quilo de alimentos foram utilizados nas cozinhas dos equipamentos.

“A pandemia ampliou o número de pessoas vulneráveis e que encontram no Restaurante Popular a sua única forma de se alimentar de maneira adequada, por isso, nos ampliamos os serviços e durante seis meses funcionamos de domingo a domingo, incluindo os feriados”, afirmou o secretário da SJDHDS, Carlos Martins.

Apenas em 2020, o governo da Bahia investiu R$ 7,7 milhões para ofertar esses refeições. Um compromisso com as pessoas que mais precisam, num momento tão difícil e que observamos a fome voltar a assolar o país”, completou o secretário.

Ainda por causa da Covid-19, os RP’s adotaram uma série de medidas de segurança e redobraram questões de higiene, passando a fornecer as refeições em quentinhas, controlando o acesso dos usuários no momento da retirada dos alimentos, orientando e ordenando as filas, além de incentivar a utilização do álcool e máscaras.

“Seguimos todas as orientações das autoridades de saúde e ainda trabalhamos na conscientização dos usuários a respeito da grave pandemia que enfrentamos, por isso, distribuímos material informativo, ensinamos sobre a importância da higienização das mãos e distribuímos milhares de máscaras”, explicou a superintendente de Segurança Alimentar da SJDHDS, Rose Pondé.

A superintendente ainda destaca que parte dos alimentos servidos pelos RP’s são oriundos da agricultura familiar. “Temos um papel social muito importante, além de servir as refeições para pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, também incentivamos produtores familiares, garantindo renda para essas pessoas. Então, estamos falando de comida de verdade, feita com alimentos saudáveis”, complementou.

Em ambos os restaurantes, o usuário paga o valor simbólico de R$ 1,00 pela refeição. As crianças menores que 05 anos são atendidas gratuitamente. Os Restaurantes Populares fornecem 4.945 refeições por dia, sendo 2.645 na unidade Comércio e 2.300 na unidade Liberdade.

Grade de proteção quebra após confusão e sete estudantes morrem em universidade

Sete estudantes da Universidade Pública de El Alto (Upea), na Bolívia, morreram na terça-feira (02/03). Havia dezenas de pessoas encostadas em uma grade de proteção, que quebrou...

Ministério da Justiça lança curso de inglês para profissionais de segurança pública

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou o curso “Inglês Instrumental” na plataforma de Ensino a Distância da Secretaria de Gestão e Ensino em Segurança Pública...

Luizinho Sobral se filia ao PSL e ajudará Dayane em “amplo projeto para a Bahia”

O ex-deputado estadual Luizinho Sobral, um dos principiais nomes da região de Irecê, filiou-se ao PSL, que é comandado da Bahia pela deputada federa Professora Dayane Pimentel....

Articulação do Republicanos sela Alberto Braga para deputado e beneficia Kel Torres e Almir Barreto

O partido Republicanos, liderado na Bahia pelo deputado federal Márcio Marinho, articula nos bastidores uma investida para que três suplentes de vereador sejam beneficiados com mandatos de...