Comunidade da Baixa Fria receberá novos investimentos da Prefeitura

Fotos: Valter Pontes/Secom

Depois da entrega de dois conjuntos habitacionais pela Prefeitura, a comunidade da Baixa Fria, entre os bairros de São Marcos e Canabrava, vai ganhar mais duas intervenções municipais. Uma delas é a contenção de uma encosta, danificada por problemas na rede de esgoto e que ameaça cerca de 50 famílias que residem na parte superior da Rua Manoel Bonfim. A outra iniciativa é a urbanização da área que margeia o canal, após a conclusão da relocação das famílias, que hoje vivem em barracos precários, para o Conjunto Baixa Fria II.

O anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Reis, durante entrega da requalificação da Rua Manoel Bonfim, ocorrida em cerimônia simbólica realizada nesta quinta-feira (7) e com a presença também de gestores municipais. No caso da encosta, foi assinada no local a ordem de serviço que autoriza a obra em uma área de, aproximadamente, 400m², com estimativa de conclusão em seis meses.

O investimento é de R$600 mil e a intervenção, que envolve drenagem e contenção utilizando a técnica de cortina atirantada, será executada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). “A responsabilidade nem é da Prefeitura, por ser um problema provocado pela rede de esgoto. Mesmo neste período de pandemia, com sacrifício nas finanças, não poderíamos deixar de fazer essa obra tão importante para preservar a vida das pessoas”, disse o prefeito.

Na ocasião, também foi autorizada a urbanização da área no entorno do canal, que deverá receber itens como parque infantil, equipamentos de ginástica, mesas de jogos e quadra. A intenção é transformar o local em um grande espaço de convivência para uma área carente de áreas públicas de lazer. Neste caso, a execução ficará a cargo da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) e Sucop.

O prefeito destacou que a Baixa Fria já recebeu cerca de 400 unidades habitacionais e uma escola; está sendo retomada a construção da Unidade de Saúde da Família da Baixa Fria; concluída a requalificação da Rua Manoel Bonfim, e iniciadas a contenção da encosta e a urbanização no entorno do canal. “São investimentos expressivos que passam a mudar a realidade das pessoas que antes moravam aqui sem dignidade e que, agora, ganham muito mais qualidade de vida”, declarou Bruno Reis.

Manoel Bonfim – Com investimento de R$1,7 milhão, as obras permitiram a total pavimentação e oferecem agora mais conforto e acessibilidade aos moradores da região. As intervenções foram coordenadas pela Seinfra, através da Sucop, e envolveram implantação de rede de drenagem para resolver os problemas de alagamentos que existiam na localidade, sobretudo em períodos de chuva.

A Rua Manoel Bonfim oferece plenas condições para o deslocamento de pedestres. Além da pavimentação, a rua ganhou passeios e acessos às casas, bem como uma ponte que foi construída em alvenaria de pedra.

A urbanização do local também envolveu serviços de paisagismo com a colocação de grama em diversos trechos e plantio de árvores. A iluminação pública também foi modernizada após a instalação de novos postes e de lâmpadas em LED, proporcionando mais eficiência e economia, além de melhorar a sensação de segurança.

Moradora da região desde criança, a dona de casa Ana Cláudia Barros, de 25 anos, era só satisfação com a nova Rua Manoel Bonfim. “Antigamente aqui era uma piscina quando chovia, água misturada com esgoto que invadia as casas. Agora não tenho nem o que reclamar. Posso dizer que já melhorou mil por cento”, afirmou.

Também residente na localidade há 35 anos, Edvaldo Gomes, de 56 anos, também frisou a situação de precariedade antes das intervenções. “Era um lugar muito feio mesmo, alagava tudo, uma imundície. Agora está lindo. Só falta mesmo a encosta pra ficar completo”, pontuou.

Habitação – Em novembro passado, a Prefeitura entregou novas moradias na Baixa Fria, depois da conclusão da segunda etapa do projeto de implantação do conjunto habitacional. O empreendimento beneficia 128 famílias e é composto por oito prédios com quatro pavimentos e, em cada um dos andares, há dois apartamentos. As unidades possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

O investimento foi de R$8,7 milhões entre recursos municipais e convênio com a Caixa Econômica. As obras da primeira etapa do conjunto habitacional aconteceram em 2017, quando foram entregues 230 residências.

Educação e saúde – Além dos apartamentos, também foi construída uma escola para atender a alunos de 6 a 11 anos do Ensino Fundamental I. O prédio possui dois pavimentos com cinco salas de aula, área de recreio, ambulatório e cantina/cozinha. Estão em andamento as obras da USF que terá quatro equipes de saúde da família para atender 16 mil pessoas na região.

Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras

Uma campanha nas redes sociais, promovida pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), vai esclarecer à população e à classe médica a importância da divulgação de...

Único apostador da Mega-Sena leva prêmio de R$49 milhões

Único apostador acertou o concurso 2.348 da Mega Sena e ganhou R$ R$ 49.341.885,20 milhões. O sorteio foi realizado neste sábado (27) em São Paulo. As dezenas...

Traficantes do CV abrem fogo contra PM no Nordeste de Amaralina e um é morto

Na madrugada deste domingo (28/02), por volta de meia-noite, policiais da 40ª CIPM trocaram tiros com um grupo de homens e um dos suspeitos acabou sendo atingido,...

Prefeitos devem construir consórcio municipal para compra de vacinas

O prefeito Bruno Reis participou, neste sábado (27), de uma reunião virtual entre os integrantes da Comissão de Vacinas da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), para debater...