Comunidade da Baixa Fria receberá novos investimentos da Prefeitura

Fotos: Valter Pontes/Secom

Depois da entrega de dois conjuntos habitacionais pela Prefeitura, a comunidade da Baixa Fria, entre os bairros de São Marcos e Canabrava, vai ganhar mais duas intervenções municipais. Uma delas é a contenção de uma encosta, danificada por problemas na rede de esgoto e que ameaça cerca de 50 famílias que residem na parte superior da Rua Manoel Bonfim. A outra iniciativa é a urbanização da área que margeia o canal, após a conclusão da relocação das famílias, que hoje vivem em barracos precários, para o Conjunto Baixa Fria II.

O anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Reis, durante entrega da requalificação da Rua Manoel Bonfim, ocorrida em cerimônia simbólica realizada nesta quinta-feira (7) e com a presença também de gestores municipais. No caso da encosta, foi assinada no local a ordem de serviço que autoriza a obra em uma área de, aproximadamente, 400m², com estimativa de conclusão em seis meses.

O investimento é de R$600 mil e a intervenção, que envolve drenagem e contenção utilizando a técnica de cortina atirantada, será executada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). “A responsabilidade nem é da Prefeitura, por ser um problema provocado pela rede de esgoto. Mesmo neste período de pandemia, com sacrifício nas finanças, não poderíamos deixar de fazer essa obra tão importante para preservar a vida das pessoas”, disse o prefeito.

Na ocasião, também foi autorizada a urbanização da área no entorno do canal, que deverá receber itens como parque infantil, equipamentos de ginástica, mesas de jogos e quadra. A intenção é transformar o local em um grande espaço de convivência para uma área carente de áreas públicas de lazer. Neste caso, a execução ficará a cargo da Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) e Sucop.

O prefeito destacou que a Baixa Fria já recebeu cerca de 400 unidades habitacionais e uma escola; está sendo retomada a construção da Unidade de Saúde da Família da Baixa Fria; concluída a requalificação da Rua Manoel Bonfim, e iniciadas a contenção da encosta e a urbanização no entorno do canal. “São investimentos expressivos que passam a mudar a realidade das pessoas que antes moravam aqui sem dignidade e que, agora, ganham muito mais qualidade de vida”, declarou Bruno Reis.

Manoel Bonfim – Com investimento de R$1,7 milhão, as obras permitiram a total pavimentação e oferecem agora mais conforto e acessibilidade aos moradores da região. As intervenções foram coordenadas pela Seinfra, através da Sucop, e envolveram implantação de rede de drenagem para resolver os problemas de alagamentos que existiam na localidade, sobretudo em períodos de chuva.

A Rua Manoel Bonfim oferece plenas condições para o deslocamento de pedestres. Além da pavimentação, a rua ganhou passeios e acessos às casas, bem como uma ponte que foi construída em alvenaria de pedra.

A urbanização do local também envolveu serviços de paisagismo com a colocação de grama em diversos trechos e plantio de árvores. A iluminação pública também foi modernizada após a instalação de novos postes e de lâmpadas em LED, proporcionando mais eficiência e economia, além de melhorar a sensação de segurança.

Moradora da região desde criança, a dona de casa Ana Cláudia Barros, de 25 anos, era só satisfação com a nova Rua Manoel Bonfim. “Antigamente aqui era uma piscina quando chovia, água misturada com esgoto que invadia as casas. Agora não tenho nem o que reclamar. Posso dizer que já melhorou mil por cento”, afirmou.

Também residente na localidade há 35 anos, Edvaldo Gomes, de 56 anos, também frisou a situação de precariedade antes das intervenções. “Era um lugar muito feio mesmo, alagava tudo, uma imundície. Agora está lindo. Só falta mesmo a encosta pra ficar completo”, pontuou.

Habitação – Em novembro passado, a Prefeitura entregou novas moradias na Baixa Fria, depois da conclusão da segunda etapa do projeto de implantação do conjunto habitacional. O empreendimento beneficia 128 famílias e é composto por oito prédios com quatro pavimentos e, em cada um dos andares, há dois apartamentos. As unidades possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro.

O investimento foi de R$8,7 milhões entre recursos municipais e convênio com a Caixa Econômica. As obras da primeira etapa do conjunto habitacional aconteceram em 2017, quando foram entregues 230 residências.

Educação e saúde – Além dos apartamentos, também foi construída uma escola para atender a alunos de 6 a 11 anos do Ensino Fundamental I. O prédio possui dois pavimentos com cinco salas de aula, área de recreio, ambulatório e cantina/cozinha. Estão em andamento as obras da USF que terá quatro equipes de saúde da família para atender 16 mil pessoas na região.

Paulo Gustavo tem piora no quadro de saúde; ‘situação é crítica’, dizem médicos

O quadro de saúde de Paulo Gustavo teve piora, segundo boletim médico divulgado neste domingo (11). De acordo com a nota médica, “as fístulas bronco-pleurais identificadas e...

Covid-19: país tem 13,4 milhões de casos acumulados e 353,1 mil mortes

O balanço divulgado neste domingo (11) pelo Ministério da Saúde registra 37.017 novos diagnósticos de covid-19 em 24 horas. Esse dado eleva para 13.482.023 o número de...

Dois mortos e 5 baleados em Pernambués

Confrontos entre traficantes no bairro de Pernambués, em Salvador, deixaram sete pessoas baleadas e duas delas acabaram mortas, no início da noite deste domingo (11/04). A ocorrência...

China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse neste sábado (10) que a China quer trabalhar com o Brasil para promover...