Moro diz não reconhecer autenticidade de mensagens com sigilo quebrado pelo STF

O ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro afirmou nesta segunda, 1º, em nota oficial, não reconhecer a autenticidade das mensagens que teriam sido trocadas entre ele e procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba. A nota é em resposta à decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a suspensão do sigilo das conversas.

De acordo com Moro, as mensagens, se verdadeiras, teriam sido obtidas “por meios criminosos”. As mensagens, que tratavam de processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foram divulgadas pelo site The Intercept, em 2019. Moro foi o juiz responsável pela operação que levou o petista à prisão.

Segundo a nota, Moro diz que “interações entre juízes, procuradores e advogados são comuns, não havendo nada de ilícito”. O ex-juiz federal afirmou que todos os processos julgados na Lava Jato foram decididos com correção e imparcialidade. “Nenhuma das supostas mensagens retrata fraude processual, incriminação indevida de algum inocente, antecipação de julgamento, qualquer ato ilegal ou reprovável ou mesmo conluio para incriminar alguém ou para qualquer finalidade ilegal”, diz o comunicado de Moro.

Auxílio emergencial indevido foi pago a 7 milhões de pessoas, aponta TCU

No momento em que Congresso e governo discutem como viabilizar a volta do auxílio emergencial, o Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou o Balanço da Fiscalização...

Interior concentra 85% dos autuados por desrespeito a decreto

As cidades do interior da Bahia concentraram, nos últimos 12 dias, 85,2% das autuações por descumprimento do toque de recolher. A polícia conduziu e autuou, neste período,...

Sancionada lei que remaneja recursos para permitir redução de tarifa de energia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou com dois vetos a lei que remaneja recursos no setor elétrico para permitir a redução de tarifas de energia (Lei...

Deputados Samuel e Alex Santana solicitam inclusão de atividades religiosas como serviços essenciais na Bahia

O deputado federal, Alex Santana (PDT), e o deputado estadual, Samuel Júnior (PDT), encaminharam nesta terça-feira (02/03), uma petição ao governador da Bahia, Rui Costa (PT), para...