Falso pai de santo é condenado por estupro, sequestro e charlatanismo

O homem que se apresentava como pai de santo foi condenado em Curitiba, no estado do Paraná, a 79 anos de prisão em regime fechado pelo Juízo da Vara de Infrações Penais Contra Crianças, Adolescentes e Idosos.

O suposto religioso foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná pelos crimes de estupro, violação sexual mediante fraude, charlatanismo, sequestro, cárcere privado e redução à condição análoga à de escravo. Pelo menos dez mulheres denunciaram os crimes e quatro foram citadas na decisão judicial.

De acordo com o Paraná Portal, uma das vítimas do pai de santo foi uma adolescente com 15 anos na época Duas mulheres relataram que foram extorquidas em mais de R$ 40 mil.

O homem enganava usava o contexto religioso para obrigar as mulheres a manterem relações sexuais e realizarem serviços domésticos sem qualquer pagamento. Os crimes foram denunciados para a Polícia Civil no dia 20 de julho de 2020 e desde então ele está preso em uma delegacia em Curitiba.

Paulo Gustavo tem piora no quadro de saúde; ‘situação é crítica’, dizem médicos

O quadro de saúde de Paulo Gustavo teve piora, segundo boletim médico divulgado neste domingo (11). De acordo com a nota médica, “as fístulas bronco-pleurais identificadas e...

Covid-19: país tem 13,4 milhões de casos acumulados e 353,1 mil mortes

O balanço divulgado neste domingo (11) pelo Ministério da Saúde registra 37.017 novos diagnósticos de covid-19 em 24 horas. Esse dado eleva para 13.482.023 o número de...

Dois mortos e 5 baleados em Pernambués

Confrontos entre traficantes no bairro de Pernambués, em Salvador, deixaram sete pessoas baleadas e duas delas acabaram mortas, no início da noite deste domingo (11/04). A ocorrência...

China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse neste sábado (10) que a China quer trabalhar com o Brasil para promover...