Uber relata que homem morto no Vila Mar não integrava plataforma

A empresa de transporte por aplicativo Uber relatou em nota enviada ao Informe Baiano neste domingo (28/02) que o homem morto na localidade do Vila Mar, em Salvador, ontem, não integrava a plataforma. Além disso, assim como o veículo, “nunca realizaram viagens utilizando o aplicativo”. Ele recebeu vários tiros.

No carro da vítima havia um adesivo da empresa e fontes do Informe Baiano disseram que o homem seria integrante de uma quadrilha. Além disso, seria uma tática para enganar a polícia. Ainda de acordo com a fonte do IB, ele tinha passagens por assalto e já havia escapado da morte uma vez, momento em que foi ferido à bala e ficou paraplégico.

O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Nota da UBER

Tendo como base os dados fornecidos pela reportagem, a Uber informa que o carro citado e o homem não eram cadastrados na plataforma da empresa e nunca realizaram viagens utilizando o aplicativo.