Pesquisa mostra vantagem de Bolsonaro e união dos opositores é necessária

Por Ramon Margiolle
Editor do Informe Baiano

Pesquisa divulgada nesta sexta-feira (05/03) pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que o presidente Jair Bolsonaro está atualmente em primeiro lugar nas intenções de votos para vencer a eleição de 2022. Isso ocorre em todos os cenários pesquisados. Algumas simulações levantadas trazem Henrique Mandetta como presidenciável e Lula, que está ilegível.

De forma simples, vamos fazer um pequeno raio x da primeira, que traz os nomes mais cotados para a disputa. O militar da reserva surge com 31,9% das intenções de voto. Em seguida aparecem: Sérgio Moro 11,5%; Fernando Haddad 10,5%; Ciro Gomes 10%; Luciano Huck 8%; João Dória 5,3%; Guilherme Boulos 3,2% e João Amoedo 2,8%. Não sabem foram 4,3% e nenhum, branco ou nulo 12,5%.

Está claro que o presidente, em meio aos atos condenáveis, consegue manipular fortemente uma parte da população. Porém, há muito o que comemorar ao analisar a pesquisa. O clã Bolsonaro dificilmente conquistará mais da metade dos votos e uma união da opositores ou pelo menos uma parte, lhe derrubaria.

Unidos, os opositores aglutinam mais de 51% dos votos. Além disso, ainda que não ocorra uma aliança na íntegra, pois os principais nomes demonstram rejeição ao PT, é plenamente possível ganhar de Bolsonaro.

Vejamos três cenários em que há chances de concretização. O primeiro seria com Moro, Huck e Dória. Juntos, somariam 24,8%. O segundo, apesar de remoto, engloba Ciro, Haddad e Boulos, que atingiriam, teoricamente, 25,2%. Ainda numa terceira hipótese arriscaria uma união entre Ciro, Huck, Dória e lava-jatistas. Resultado: 34,8%. Isso com com certeza diminuiria consideravelmente as chances de vitória do atual presidente no primeiro turno e levaria o grupo a um segundo com muito mais força.

Obviamente, são apenas especulações, mas demonstram que há chances reais do jogo mudar. O levantamento do Instituto Paraná entrevistou por telefone 2.080 eleitores de 196 municípios brasileiros entre os dias 28 de fevereiro e 1 de março. O grau de confiança é de 95%.

Paulo Gustavo tem piora no quadro de saúde; ‘situação é crítica’, dizem médicos

O quadro de saúde de Paulo Gustavo teve piora, segundo boletim médico divulgado neste domingo (11). De acordo com a nota médica, “as fístulas bronco-pleurais identificadas e...

Covid-19: país tem 13,4 milhões de casos acumulados e 353,1 mil mortes

O balanço divulgado neste domingo (11) pelo Ministério da Saúde registra 37.017 novos diagnósticos de covid-19 em 24 horas. Esse dado eleva para 13.482.023 o número de...

Dois mortos e 5 baleados em Pernambués

Confrontos entre traficantes no bairro de Pernambués, em Salvador, deixaram sete pessoas baleadas e duas delas acabaram mortas, no início da noite deste domingo (11/04). A ocorrência...

China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse neste sábado (10) que a China quer trabalhar com o Brasil para promover...