Vale-alimentação reforça segurança alimentar dos estudantes da rede estadual

Os estudantes da rede estadual de ensino da capital e do interior continuam realizando as suas compras com o benefício de R$ 55, referente à quinta parcela do vale-alimentação estudantil. Entre os diversos itens disponíveis nos mais de 20 mil pontos de venda localizados em todo o Estado, eles estão optando por alimentos de grande valor nutricional, como feijão, arroz, leite, ovos, frutas e legumes. A ação do Governo da Bahia, por meio da Secretaria da Educação (SEC), para a qual foram destinados mais R$ 44 milhões, totalizando um investimento de R$ 220 milhões de recursos próprios do Estado, visa garantir a segurança alimentar dos estudantes e de suas famílias.

Para a estudante Noeli Franco, 18, 3º ano, do Colégio Estadual José Antônio de Araújo Pimenta, em Cardeal da Silva, a compra realizada com o vale ajudou nas despesas da casa com a alimentação. “Meus pais estão desempregados e apenas eu e minha irmã trabalhamos no momento. Além disso, nós moramos de aluguel. Com certeza, este vale-alimentação veio em uma boa hora. Comprei alimentos como carne, café, cuscuz e biscoito, dentre outros, para toda a família”, revelou.

O estudante da zona rural, Hebert Rocha Caetano, 17, que estuda o 2º ano, no anexo do Colégio Estadual Rolando Laranjeira Barbosa, no distrito de Inhaúmas, em Santa Maria da Vitória, também já garantiu os seus alimentos com o vale. “Este benefício vem ajudando milhares de estudantes, pois os alimentos estão cada vez mais caros e, com o cartão, temos acesso a uma quantia que ajuda muito nas despesas”, afirmou.

Quem também reabasteceu a dispensa foi a estudante Taila do Nascimento, 17, 3º ano, do Colégio Estadual Carolina Almeida Lopes, no município de Jussara. “O vale-alimentação está me ajudando muito, pois contribuo na alimentação dentro de casa e aumenta um pouco a renda familiar. Comprei alimentos como arroz, feijão e outros. O cartão está sendo uma solução muito boa para todos os estudantes da rede estadual”, disse.

O vale-alimentação é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios. Em caso de dúvida, o estudante deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail ouvidoria@educacao.ba.gov).

Outras políticas de assistência estudantil

Além do vale-alimentação, o Governo da Bahia investe em mais dois programas de assistência estudantil, que somam mais de R$ 410 milhões, em 2021. Com o Programa Mais Estudo, bolsas de R$ 100 serão concedidas para 52 mil estudantes, que darão monitoria em Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica aos colegas.

O outro programa é o Bolsa Presença, que concederá R$ 150 reais para cada família de baixa renda cadastrada no CaD Único e com filhos na rede estadual. O objetivo do Bolsa Presença é assegurar a permanência dos estudantes nas escolas, evitar o abandono e fortalecer o vínculo com a escola.

Operação em Itabuna localiza traficante com drogas e veículos   

  Investigadores da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna) prenderam, na sexta-feira (09/04), um homem por tráfico de drogas e posse ilegal de munições, no bairro Alto...

Flamengo e Palmeiras decidem supercampeão do Brasil hoje

O primeiro campeão nacional da temporada 2021 será conhecido neste domingo (11). A partir das 11h (horário de Brasília), o Flamengo, campeão brasileiro de 2020, mede forças...

Execução dentro de residência em Massaranduba

Um rapaz de 20 anos foi assassinado na noite de sábado (10/04), no bairro de Massaranduba, região da Cidade Baixa de Salvador. O crime aconteceu por volta...

Operação apreende arsenal de guerra, explosivos e coletes balísticos no extremo sul baiano

Um verdadeiro arsenal de guerra foi apreendido por equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar da Bahia (PMBA) na madrugada deste domingo (11/04), em...