Palavra “impeachment” foi retirada do discurso de Arthur Lira para evitar mais desgaste

A primeira versão do texto com discurso do presidente da Câmara Federal, Arthur Lira, continha a palavra “impeachment”, mas foi retirado para não criar um clima ainda mais tenso com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Ao invés de “impeachment”, o chefe do Legislativo optou por citar “remédios políticos amargos”, alguns “fatais” para impedir “a espiral de erros de avaliação”.

Na quarta-feira (24/03), Lira e o presidente do Senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG) participaram de um encontro com Bolsonaro no Palácio do Planalto. Eles apresentaram as queixas e avisos do empresariado, de banqueiros e do mercado financeiro.

Na ocasião, o senador sugeriu a criação do comitê para coordenar o enfrentamento da covid-19 e ao fim do evento, a iniciativa foi anunciada pelo presidente.

Os parlamentares, porém, perceberam mais uma vez que não há interesse de Bolsonaro em mudar a postura, o que deixou Lira extremamente irritado. O deputado teria dito que Bolsonaro debochou do grupo, que inclui o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux.

Últimas Noticias