Bia Kicis politiza morte de policial baiano e incentiva motim; deputado rebate

O vice-líder da Minoria na Câmara, deputado Afonso Florence (PT-BA) repudiou as declarações da deputada Bia Kicis (PSL) diante da morte do soldado em surto, ocorrido neste domingo (28), em Salvador. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados usou as redes sociais para incentivar motins na Bahia. Após centenas de críticas, ela recuou e apagou a postagem, mas o Informe Baiano conseguiu o print antes.

“É lamentável que uma deputada federal tente politizar uma tragédia, mas infelizmente não me surpreende. É mais um ataque oportunista e criminoso orquestrado pelo gabinete do ódio em Brasília. Esse discurso de ódio, baseado em mentiras e interesses políticos, tem sido fortalecido por parlamentares que deveriam respeitar o povo e a constituição”, disse o parlamentar.

Desconsiderando o problema de saúde do soldado, Bia Kicis associou o surto às medidas restritivas adotadas na Bahia de combate ao coronavírus, afirmando em suas postagens que “o policial morreu porque se recusou a prender trabalhadores”. Florence rebateu veementemente: “Se o presidente tivesse feito sua parte e trabalhado para garantir as vacinas, não estaríamos vivendo esta situação de colapso em todo Brasil. Vacina salva vidas e salva a economia”.

Foto: Alberto Maraux

Florence ainda destacou que atitudes como essa, e de outros insufladores de motim policial no estado após o ocorrido, é um desserviço à sociedade e só promovem o caos e a violência. “Ela deveria estar mais preocupada em defender ações para tirar o Brasil desta triste realidade de vice campeão mundial de mortes pela pandemia”, concluiu o parlamentar.

Últimas Noticias