Átila do Congo protocola projeto para isenção em 50% do IPVA para motoristas por aplicativo na Bahia

Após a prorrogação da taxa de ICMS para os comerciantes da Bahia por decisão do Governo do Estado, os motoristas por aplicativo podem ser beneficiados com a liberação de 50% do valor referente ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), nos exercícios de 2021 e 2022.

O projeto de Indicação (197/2021), ao governador Rui Costa (PT), visa reduzir os impactos no bolso da categoria após um ano de oscilação no comércio e com inúmeras restrições de circulação de pessoas causando prejuízo ao rendimento mensal dos trabalhadores.  

Para o autor da proposta e vereador Átila do Congo (Patriota), a gravidade da segunda onda intensifica o agravamento da situação econômica dos motoristas por aplicativo.

“Esses profissionais são essenciais, não deixam de rodar pelas cidades e nem podem, já que muita gente, como os trabalhadores da saúde, utilizam o serviço, dentre outros. Com isso, os gastos com gasolina e manutenção do veículo continuam a existir, nada mais justo que reduzir o sofrimento no bolso desses profissionais tão importantes para o transporte da população”, disse Átila.

Três maneiras simples de reduzir o inchaço

O inchaço pode ter muitas causas. Excesso de gases, prisão de ventre, retenção de líquidos, entre outros. Assim a algumas dicas para combater o sintoma: Não coma muito...

Prefeitura de Porto Seguro lança o projeto “22 de Abril – Aniversário do Brasil”

A Prefeitura de Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, lançará na próxima segunda-feira (19) a campanha de...

“Não descartamos nova manifestação”, diz Helio Ferreira ao cobrar homologação de acordo com rodoviários

Os rodoviários da CSN esperam há 14 dias a homologação do acordo com a Prefeitura de Salvador e até agora nada foi resolvido. Por conta disso o...

Bolsonaro ironiza a Covid-19: “Matou o mosquito da dengue”

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (16/04), em tom de brincadeira, que a Covid-19 "matou o mosquito da dengue", sem apresentar provas. O político colocou em...