Três consequências do beijo para a saúde oral

Beijoqueiros, este artigo é para vocês. Hoje celebra-se o Dia do Beijo e, antes que se apressem nas comemorações, a Impress apresenta três consequências, boas e más, de um beijo na saúde oral:

1. Risco de transmissão de doenças – “começando pela consequência má, é importante ter em conta que na boca residem cerca de 800 tipos de bactérias e que basta um beijo para transmitir algumas dessas bactérias. A “doença do beijinho” é uma das doenças mais conhecidas transmitidas através de um beijo, assim como cáries, doenças de gengiva, herpes e outras infecções que nos fazem repensar na hora de beijar”;

2. Aumento das defesas naturais – “é verdade que durante um beijo são trocadas centenas de bactérias, mas nem todas são más! Um beijo é também uma vacina e pode ajudar a aumentar as defesas naturais do organismo. Casais que estão juntos há algum tempo possuem microrganismos semelhantes e estão assim imunes ao mesmo tipo de infecções”;

3. Ajuda na limpeza dos dentes – “o beijo é um dos principais motivos que incentivam as pessoas a uma melhor higienização da boca de modo a garantir um melhor hálito, mas há outros benefícios associados. Um beijo estimula as glândulas salivares e, consequentemente, aumenta a salivação que se apresenta como um detergente natural da boca. Assim, um beijo permite manter a boca limpa e ajuda na limpeza dos dentes”.

Últimas Noticias