Audiência da ALBa debate deterioração da saúde mental na pandemia

Pouco mais de um ano de pandemia de COVID-19, como está a saúde mental da população? Esse foi o questionamento norteador da Audiência Pública promovida pela Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa da Bahia, intitulada “Efeitos da Pandemia na Saúde Mental”. No encontro, ocorrido de forma remota, a deputada estadual Fabíola Mansur, que é presidente do colegiado, destacou a necessidade de se vencer o preconceito. Saúde mental é um problema de saúde pública que precisa ser visibilizado, debatido e acolhido pelos governos, pelos profissionais e pelas pessoas. Precisamos reconhecer que temos um problema de desassistência, subfinanciamento e invisibilidade da saúde mental. Precisamos de ações práticas de como vamos evoluir e vencer juntos esses desafios. Essa é a motivação da nossa audiência Pública”, explica Fabíola.

Professor Titular de Psiquiatria da UFMG, Humberto Correa chamou a atenção para os três ingredientes desencadeadores de problemas de saúde mental: isolamento social; excesso de informações instantâneas com fake news; e crise econômica. “No mundo as taxas de suicídio caíram nas ultimas duas décadas, mas no brasil aumentaram. Se em épocas normais as nossas taxas de suicídio aumentaram 35% nos últimos anos, o que esperar nos próximos 5 anos?”. 10% do custo global das doenças no brasil se refere a adoecimento mental e o investimento é menor do que 2,5% do que é gasto em saúde, o que leva a uma carência grande no atendimento. E tem mais: 30% dos pacientes de Covid terão problemas psíquicos”, alerta Correa.

A Dra. Soraya Carvalho – Coordenadora do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio – NEPS, da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia – SESAB, caracterizou o que ela chamou de os 3 “DS” do suicídio: Desamparo, Desespero e Desesperança, fazendo um alerta para o surgimento e agravamento dos casos de saúde mental na Pandemia. “Se a pessoa está passando por um grande sofrimento psíquico momentâneo ela precisa de acolhimento. A deputada Fabíola fez uma importante indicação solicitando ao governo do estado que transforme o “NEPS em um Centro Estadual de Prevenção do Suicídio. Se aprovado será um passo importante, uma vez que a ação pioneira do NEPS já é uma referência na prevenção do suicídio no Brasil”, destaca a Dra.

Em sua fala, a Diretora de Gestão do Cuidado – DGC/SESAB, Liliane Mascarenhas destacou que é preciso avançar muito ainda, e que esse avanço tem que ser integrado. “É fundamental incluir nesse debate o Conselho de Secretários Municipais. Fazer acontecer a saúde não é só papel do Estado. Muito do que falamos aqui é execução direta do município, e precisamos que eles compreendam que cuidado é esse e conheçam de fato quem é essa população que necessita de assistência especializada e acolhimento”, comentou.

Com formação médica, a deputada Fabíola comentou ainda sobre um projeto de indicação que fez ao governador Rui Costa para a implementação na Bahia, de modo transitório e para fins específicos de atuação em razão do COVID-19, uma Central de Telemedicina 24 horas para realização de teleconsultas, teleorientação e telemonitoramento. “A Telemedicina é fundamental nesse grave momento como uma alternativa para a população que enfrenta uma situação desconhecida e com possibilidades de colapso no sistema de saúde por superlotação das emergências. Seria também um importante aliado para tratar a saúde mental remotamente”, finaliza Fabíola.

Além de diversos deputados e palestrantes, a Audiência contou ainda com representantes da Defensora Pública da Bahia; da Associação Psiquiátrica da Bahia Psiquiatra e Psicogeriatria (ABP/AMB ); EBMSP e UNIFACS; Centro de Valorização da Vida Polícia Militar da Bahia; Conselho de Fisioterapia Ocupacional; UFBA; Associação de Apoio a familiares, Amigos e Pessoas com Transtornos Mentais da Bahia; Conselho de Psicologia da Bahia; Corpo de Bombeiros da Bahia; Conselho de Enfermagem da Bahia Mestrado em Saúde Coletiva da UFBA; Conselho Serviço Social; ABAPS; AMEA / PAPO DE MULHERES; Grupo Beija-flor; SJDHDS; Ministério Público da Bahia.

Salvador: Prefeitura antecipa aplicação da 2ª dose Oxford das pessoas habilitadas para domingo (09)

As pessoas cuja data da segunda dose da Oxford está com o prazo sinalizado/agendado para o dia 09 de maio poderão ter acesso ao imunizante de forma...

Polícia resgata idosa mantida em cárcere privado em Ipirá

Policiais da Delegacia Territorial (DT) de Ipirá foram acionados por uma assistente social do município para resgatar uma senhora, de 90 anos, que estava sendo...

Segunda etapa da requalificação da Sabino Silva é iniciada

A Rua Professor Sabino Silva, uma das vias de acesso à orla de Salvador no trecho Barra/Ondina, será beneficiada com o início da segunda etapa das obras...

ONU pede investigação imparcial sobre operação no Jacarezinho

O Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, com sede em Genebra, na Suíça, pediu hoje (7) ao Ministério Público que realize uma...