Envolvido em duplo homicídio do caso Atakarejo é morto em confronto no Nordeste de Amaralina

O homem de 25 anos trocou tiros com a Polícia Militar e acabou sendo morto, na Chapada do Rio Vermelho, em Salvador, na quinta-feira (01/07). Ele é apontado como um dos autores das mortes de Bruno e Yan Barros, tio e sobrinho que assassinados na localidade do Boqueirão após um furto de carne no supermercado Atakarejo de Amaralina.

O jovem foi localizado na Rua Paulo VI, onde guarnições da PM foram recebidas a tiros durante uma ação de rotina. Ferido, o homem ainda foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu.

O suspeito tinha um mandado de prisão contra por causa do inquérito do caso Atakarejo. Foram apreendidos na ação uma pistola e mais de 70 pinos de cocaína. A ocorrência foi registrada no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Caso Atakarejo: vídeo mostra Ian gritando para não ser entregue aos traficantes: “eu não quero”