Mulher se inspira no filme “Doce Vingança” para matar o pai

Cláudia Campos Veiga, 41 anos, foi presa no dia 4 de setembro, no município de Fundão, no Espírito Santo. Ela é acusada de matar o pai, Aparecido Omar Veiga, 65, no dia 9 de julho deste ano em Embu-Guaçu, no estado de São Paulo.

As investigações apontam que Cláudia teria se inspirado no filme “Doce Vingança” (2010) para cometer o crime. Na versão cinematográfica, a protagonista mata um grupo de abusadores que a atacou. Conforme a polícia, dias antes do homicídio, a mulher teria enviado mensagens a um irmão fazendo diversos comentários sobre a história do filme.

Em depoimento à polícia, um ex-namorado de Cláudia também reforçou que a mulher tinha vontade de se vingar do pai. Segundo o homem, a ex-namorada havia afirmado que Omar abusou sexualmente dela durante a adolescência.

O idoso estava internado em uma clínica de reabilitação em Embu-Guaçu e a mulher foi até a cidade no interior. Ela convidou o pai para uma caminhada nos arredores da propriedade. Em seguida, ela teria colocado fogo no pai, que morreu carbonizado.

A vítima foi encontrada por um funcionário da clínica horas depois. Cláudia já não estava mais no local. Conforme a polícia, após a prisão, ela foi encaminhada ao Centro Prisional Feminino de Colatina.

Últimas Noticias