Justiça faz teste de integridade durante eleições suplementares no Rio

Pela primeira vez, a Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro fará um teste de integridade durante as eleições suplementares que serão realizadas neste domingo (12) nos municípios de Silva Jardim e Santa Maria Madalena. Os eleitores voltam às urnas eletrônicas para eleger novos prefeitos e vice-prefeitos, que concorreram sub judice no pleito de 2020 e não chegaram a ser diplomados.

Nos municípios de Campo Grande, em Alagoas, e Gado Bravo, na Paraíba, os eleitores também voltam às urnas.

No Rio, o teste de integridade será acompanhando pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, e pelo corregedor da Justiça Eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão. O teste será transmitido pelo canal do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro no You Tube.

O procedimento é feito pela Justiça Eleitoral desde 2002 e consiste na realização de uma votação paralela ao pleito oficial para comprovar que o voto digitado na urna é exatamente o voto que será contabilizado.

Os prefeitos e vice-prefeitos que forem eleitos vão exercer seus mandatos até 31 de dezembro de 2024.

Protocolo sanitário

Para garantir a segurança sanitária da votação devido à pandemia de covid-19, a eleição será realizada entre as 7h e as 17h. Além disso, a identificação biométrica não será realizada para evitar a contaminação.

Os eleitores deverão comparecer aos locais de votação usando máscara e serão orientados a higienizar as mãos com álcool em gel.

Últimas Noticias

Troca de tiros com morte de “Biscoito do Tráfico” na Liberdade

Uma troca de tiros entre traficantes e policiais da Rondesp BTS, na tarde desta terça-feira (28/09), na Rua Alvarenga...