Morte de rondespianos: Prisco diz que criminosos enfrentam PM porque não há efetivo suficiente

O deputado estadual Soldado Prisco lamentou a morte dos dois policiais da Rondesp, tenente Mateus Grec e soldado Elias, este final de semana, em Salvador e Porto Seguro.

“Prestar minha indignação frente as mortes de dois policiais militares baianos covardemente assassinados durante o serviço. Então eu pergunto: Quanto vale a vida de cada um de nós? Muitos dirão, de tão cara não tem preço. Pois bem…estes guerreiros que deram a vida para proteger a sociedade são massacrados todos os dias pelo Estado com condições indignas de trabalho (falta de efetivo policial, guarnições acabadas)”, disparou o parlamentar.

“Mais uma pergunta: Se as operações que resultaram nas mortes tivessem o dobro, o triplo de efetivo policial, criminosos teriam coragem de reagir ao poder de polícia? Não podemos mais arriscar as vidas de nossos policias nas ruas sem efetivo e condições”, finalizou Soldado Prisco.

Tenente da Rondesp baleado durante operação em Cosme de Farias

Policial da Rondesp morto ao abordar casal de traficantes em Porto Seguro

Últimas Noticias