PAA Leite gera renda e muda a vida dos agricultores familiares de Jussara

Neste ano, o PAA Leite já garantiu mais de 4,6 milhões de litros de leite para mais de 33 mil famílias, sendo 3,9 milhões de litros de leite de vaca e 718 mil litros de leite de cabra. Junto com o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a iniciativa gera renda para os agricultores familiares e garante alimentos de qualidade para famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional na Bahia.

As ações dos programas são executadas pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). No total, já foram investidos mais de R$ 12,6 milhões na compra e distribuição dos alimentos da agricultura familiar para 103 municípios baianos.

A Cooperativa dos Empreendedores de Jussara, no território de identidade de Irecê, está entre as organizações produtivas da agricultura familiar que vêm gerando renda com o PAA Leite. Hoje, a cooperativa comercializa 26 mil litros de leite de vaca e leite de cabra pasteurizados para o PAA, que distribui esse leite para 10 municípios da região: Jussara, Irecê, São Gabriel, Central, Xique-Xique, Itaguaçu, Barro Alto, João Dourado, Ibipeba e Lapão.

A venda do leite para o PAA Leite tem impacto direto na renda dos agricultores familiares. Com a entrega de 30 litros de leite por dia, cada agricultor recebe, mensalmente, R$ 1,5 mil. O presidente da cooperativa, Vanderlan Araújo, comemora os avanços após a inclusão da cooperativa no programa. “É um sentimento de dever cumprido depois de 23 anos de trabalho, desde a construção da indústria até a certificação estadual. Com o programa, a gente criou esse elo com o governo e agora a cooperativa tem como comercializar, especialmente no caso da venda do leite de cabra”.

O agricultor Márcio Ribeiro valoriza o PAA Leite na região. “Com o programa, eu consigo fazer o meu próprio salário e a minha renda com a comercialização desse leite de cabra sem precisar trabalhar para ninguém. Não tem coisa melhor, pois ajuda bastante”, afirmou.

A superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar (SISA/SJDHDS), Rose Pondé, ressalta a importância do PAA Leite. “O PAA Leite é muito importante para garantir a segurança alimentar das famílias em vulnerabilidade. É bom deixar claro que ele é importante também para o agricultor e a agricultora que estão no programa porque significa a garantia da comercialização desse produto com preço justo e regularidade garantida”.

Para participar do PAA Leite, que conta com recursos do governo federal, com contrapartida de 20% do Governo do Estado, os agricultores familiares precisam estar com a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) válida e é fundamental também a presença de um laticínio com distância de, no máximo, até 100 quilômetros para preservar a perecibilidade do produto e evitar custos à logística dessa ação. Os alimentos são destinados a entidades da rede socioassistencial e as que atendam famílias em situação de vulnerabilidade.

Últimas Noticias