Pretas Por Salvador participam de inauguração da Associação de Mulheres do Timbalada

As Pretas Por Salvador (PSOL/BA) participaram da inauguração da Associação de Mulheres do Timbalada, comunidade localizada no bairro do Saboeiro. O evento de inauguração, realizado na manhã deste sábado, contou com a presença das co-vereadoras Laina Crisóstomo e Cleide Coutinho. A Associação visa acolher mulheres da região e fortalecer os enfrentamentos diários ao machismo e de todas as violências que as acometem. Um dia totalmente festivo para a comunidade. A inauguração contou com a atuação de pessoas oferecendo, gratuitamente, serviços para a comunidade como cortes de cabelo, tranças e etc. O espaço, que vai funcionar todos os dias da semana, com foco em acolher as mulheres, parceria com a ONG TamoJuntas para o enfrentamento a violência contra as mulheres, psicóloga, distribuição de sopa, cesta básica, bazar de doação, biblioteca coletiva e cursos e palestras.

“Eu já fui moradora da comunidade da Timbalada por um tempo e a gente sabe a importância dessa associação de mulheres. Todas as atividades aqui eram majoritariamente construídas por mulheres na associação de moradores. Então, sem sombras de dúvidas, esse é espaço de luta e resistência para as mulheres. Para que possamos dialogar entre nós e para além disso, é um espaço seguro de enfrentamento às opressões, ao machismo, a violência, mas também um espaço para que possamos sim confraternizar e construir luta de uma forma diferente, luta com afeto. Estamos juntas e enfrentaremos tudo juntas”, disse a co-vereadora Laina Crisóstomo.

“Que esse espaço siga sendo um espaço de acolhimento e que a gente consiga criar ações de fortalecimento para toda a comunidade. Eu desejo que todas e todes entendam esse espaço como uma segunda casa e que possamos pensar, coletivamente, a partir daqui, alternativas para melhorar a nossas vidas, diante de tantas dificuldades que enfrentamos por conta da pandemia com preços absurdos, retirada de auxilio emergência, aumento do preço do gás, aumento da luz, o desemprego e a fome”, pontuou a co-vereadora Cleide Coutinho. A presidenta da Associação Joseane Chagas disse “essa associação nasce para que as mulheres vejam esse espaço com um lar, espaço seguro, espaço de diálogo e de encontro sempre.” Jeane Chagas, tesoureira da Associação salienta que “os homens são bem vindos, mas esse espaço é das mulheres, para conhecermos nossos direitos e aprendermos a nos defender dos homens que todos os dias nos violentam, que aqui seja nossa segunda casa, se as mulheres quiserem dialogar aqui terão espaço, acolhimento e voz.”

Últimas Noticias

Mega-Sena pode pagar R$ 26,5 milhões neste sábado

O concurso 2.422 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 26,5 milhões para quem acertar as seis dezenas....