PMs interceptam carga de aroeira avaliada em R$ 200 mil

Equipes dos 3º e 4º Pelotões da 86ª CIPM (Formosa do Rio Preto) apreenderam 506 toras do material.

Uma carga com cerca de 506 toras de Aroeira – madeira exótica, presente em biomas como o Cerrado, Caatinga e Mata Atlântica e ameaçada de extinção – foi recuperada por equipes dos 3º e 4º Pelotões (Santa Rita de Cássia e Mansidão) da 86ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Formosa do Rio Preto), na noite do domingo (17). Material está avaliado em cerca de R$ 200 mil. 

As equipes iniciaram a ação, após os PMs de Mansidão desconfiarem da passagem de um caminhão da marca Mercedes Benz, placa JLQ-4378, transportando madeira pela cidade. Eles acompanharam o veículo e, na altura da BA-225, conseguiram interceptá-lo.

Conforme o comandante do 4º Pelotão, sargento PM Jônatas Cardoso, geralmente caminhões chegam no município com carga e saem vazios, por não ser um município agrícola. 

“A partir dessa suspeita, mesmo com a voz de parada, o condutor desceu do veículo e fugiu por uma área de mata fechada. Realizamos rondas junto com os colegas do 3º Pelotão, mas ele não foi encontrado”, disse. 

Após o material ser escoltado pelos policiais até o pátio da Secretaria do Meio Ambiente e Turismo (Sematur) de Santa Rita, equipes da Companhia Independente de Polícia e Proteção Ambiental (Cippa) de Lençóis e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) foram até o local e confirmaram que se tratava da Aroeira.

A portaria normativa 83 de 26 de setembro de 1991, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), classifica essa extração como ilegal. 

O aspirante-a-oficial Felipe Franco Martins, comandante da unidade policial de Santa Rita de Cássia, contou que a suspeita é de que o veículo saiu do Piauí e teria destino o estado de Goiás.

“Nós sabemos que é contumaz o tráfico de madeiras no sul do Piauí e que alguns caminhoneiros usam as estradas que limitam os nossos municípios transportando diferentes cargas. Isso será apurado com o trabalho de investigação da nossa co-irmã, a Polícia Civil”, disse.

A madeira apreendida foi encaminhada para o pátio da Sematur e o caminhão escoltado pelos PMs para a Delegacia Territorial (DT) de Santa Rita de Cássia.

Últimas Noticias

Medalhistas prestigiam Festival Paralímpico, que ocorre neste sábado

Marcado para este sábado (4), das 8h30 às 12h (horário de Brasília), em 70 cidades de 25 estados do...