Enfermeiro é condenado por matar pacientes no Texas

Um enfermeiro do Texas, nos Estados Unidos, foi condenado pela morte de quatro pacientes e poderá receber pena de morte.

William Davis, de 37 anos, foi considerado culpado do homicídio de quatro pacientes por ter injetado ar no sistema arterial após cirurgias cardíacas.

Os crimes aconteceram entre 2017 e 2018.

As vítimas, com idades entre os 47 e os 74 anos, tiveram sintomas semelhantes aos de uma convulsão e morreram devido a lesões cerebrais, depois de o ar ter sido injetado nas suas vias arteriais.

De acordo com o tribunal, as quatro vítimas estavam, inicialmente, se recuperando bem das respectivas operações e os médicos não conseguiam entender como é que as suas condições se tinham deteriorado tão rapidamente.

Só através de ressonância magnética é que o problema foi detectado.

A defesa de William Davis alegou, durante o julgamento, que não havia evidências de que houvesse crime por detrás destas mortes e sugeriu que o enfermeiro estava servindo de bode expiatório para os problemas do hospital.

Mas para os promotores da acusação, Davis “gostava de matar pessoas” e, por isso, pedem a pena de morte para o enfermeiro, que vai permanecer detido até ser conhecida a sentença.

Últimas Noticias