Conder promove cursos e oferece novas oportunidades para moradoras de Alagados

Para um grupo de mulheres da comunidade de Massaranduba, nos Alagados, as mãos que retratam a história agora trançam também novas oportunidades. A partir do Projeto Integrado de Desenvolvimento Sócio Ambiental (PIDSA), desenvolvido pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder) na região, vem sendo realizada uma série de atividades voltadas para a geração de emprego e renda, educação ambiental, autoestima, e oferta de serviços diretos para promoção da saúde com apoio de instituições parceiras, entre outros.

Nesta sexta-feira (22), por exemplo, foi realizada a Oficina de Tranças, dentro do ciclo de ações planejado para a comunidade, onde a Conder acaba de concluir e entregar 174 novas unidades habitacionais. As obras de urbanização integrada da Conder, voltadas para comunidades carentes, estão atreladas aos projetos sociais, por meio do PIDSA. Inicialmente, é feito um diagnóstico social para depois ser desenvolvido um trabalho com a comunidade.

Origem, representatividade e símbolo de resistência, bem como a técnica e tipos de tranças afro foram abordadas durante a oficina, que teve início em 18 de outubro, com uma carga horária de 20 horas. As alunas que concluíram 75% do curso receberam certificado da capacitação profissional.

Fonte de renda

Entre uma trança e outra, a cuidadora de idosos Ione Oliveira, 46 anos, já faz planos para colocar em prática tudo que aprendeu e incrementar a renda familiar. “Eu sempre quis fazer esse curso, mas não tinha condições. Estou tão feliz, já me vejo trabalhando em minha casa ou até em domicílio, tendo minhas clientes e conseguindo comprar minhas coisinhas”, disse.

Desempregada e mãe de uma criança de três anos, Jaice Dantas, 34, afirmou que “a Conder abre portas. Primeiro foi a porta do meu apartamento, a oportunidade da minha casa, agora é esse curso. É uma porta de entrada, né? Quero muito trabalhar com isso. Aprendi muito no curso e tenho certeza de que ajudou até as pessoas que já trabalham na área”.

Apoio

De acordo com a supervisora do PIDSA de Alagados, Vanessa Souza, as ações são focadas para atender das necessidades reais da população local. “As mulheres que participaram desse curso podem se tornar empreendedoras, através do trabalho das tranças. Os materiais usados, em sua maioria, são acessíveis, o que ajuda para ter um retorno de lucro maior. Dessa forma, aos poucos, elas vão conquistando espaço e sua autonomia financeira”, explicou.

Em Massaranduba, foi montado um Escritório de Campo, onde a comunidade beneficiada tinha atendimento regular. Além disso, foi criada também uma comissão de bairro, formada por moradores e líderes comunitários. As famílias cadastradas realizam visitas periódicas às obras que estão sendo executadas e também aproveitavam os encontros e as atividades desenvolvidas pelas equipes do Social e de Engenharia da Conder para tirar dúvidas sobre o novo empreendimento e a rotina que os aguarda após a entrega da nova moradia.

Entre o conjunto de ações realizadas pela equipe do Social está também o acompanhamento das famílias na etapa pós ocupação. Uma forma de dar sustentabilidade ao empreendimento para que as famílias estabeleçam relações harmônicas entre elas, com o meio ambiente e com o próprio patrimônio para que o direito à habitação seja realizado na sua forma mais plena.

Últimas Noticias