Efeito manada, pressão nos deputados e o placar do impeachment. Confira!

Integrantes do MBL – Movimento Brasil Livre espalharam fotos de deputados federais baianos que apoiam o PT em postes nas ruas de Salvador com a frase “Procura-se: saber se vai votar com o povo brasileiro ou com o governo corrupto”. Entre os parlamentares citados estão: Sérgio Brito (PSD), José Nunes (PSD), Beteto Galvão (PSB), João Carlos Bacelar (PR), Fernando Torres (PSD), Paulo Magalhães (PSD), Ronaldo Carletto (PP), Cacá Leão (PP), Mário Negromonte Jr. (PP), José Rocha (PR), Antonio Brito (PSD), Roberto Britto (PP) e José Carlos Araújo (PR). A pressão segue até domingo, quando acontece a votação do impeachment, na Câmara do Deputados.

Os representantes da Bahia são os mais fiés ao Governo Federal graças ao poder de articulação do ministro e ex-governador Jaques Wágner. Em entrevista ao Informe Baiano, o presidente do DEM, Heraldo Rocha, afirmou que conversa diariamente com a bancada de oposição e não tem dúvida que a presidente Dilma vai ser retirada do posto. “Os partidos começaram a rachar e o quadro começou a se modificar. As informações que eu tenho é que vai acontecer o impeachment, mas o trabalho continua. Só tem dois partidos fechados com Dilma: PT e PCdoB. É o chamado efeito manada. Um começou a dizer ’sim’ e os outros estão seguindo. E ainda muitas pessoas vão mudar o voto até domingo”, sentenciou.

São necessários 342 votos para o impeachment seguir para o Senado. De acordo informações do Estadão, a oposição já ultrapassou esse número e conta com 344 deputados contra 128 do Governo.

poste1 poste2 poste3

Projeto de Roberto Carlos proíbe apreensão de veículos por atraso do licenciamento

O deputado Roberto Carlos (PDT) propôs que o Estado proíba a apreensão ou retenção, por autoridades de trânsito, de veículos que estejam com o pagamento atrasado do...

Portugal amplia medidas até meados de outubro para combater covid-19

Portugal, que já registrou 71.156 casos até agora, foi elogiado inicialmente por sua reação à pandemia. Agora os casos voltaram a subir, e a autoridade de saúde...