Salvador: CadÚnico agora será por marcação

Após população não assimilar que os beneficiários do Bolsa Família serão migrados de forma automática para o Auxílio Brasil, a Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), remodelou os serviços do Cadastro Único (CadÚnico) para melhor atender os beneficiários, de forma que grandes filas e aglomerações tenham um fim. Com isso, a expectativa é que, ao menos, 3.000 sejam atendidos por dia, por agendamento.

A partir da próxima terça-feira (16), toda demanda será por marcação e não mais por demanda aberta. Essa foi uma decisão, conforme reforça o secretário da Sempre, Kiki Bispo, para que as pessoas, enfim se conscientizassem que, quem já está ativo na base de dados, recebendo o Bolsa Família regularmente não precisa deixar seus lares desnecessariamente. “Considerando que ainda estamos numa pandemia e ainda devemos tomar todos os cuidados para vencer a Covid-19”, declarou Bispo.

Conforme ele, existem apenas três situações em que o cidadão precisa comparecer aos postos, referente ao benefício que será substituído por Auxílio Brasil: necessidade de fazer a primeira inscrição, ter o pagamento suspenso ou ter feito a atualização do cadastro há dois anos ou mais.

Neste sentido, no centro da cidade, quatro unidades funcionarão por hora marcada. “A unidade Sede (CadÚnico, no Comércio, na Rua Miguel Calmon, nº 28), em que 450 fichas serão liberadas; o Núcleo de Ações Articuladas para População em Situação de Rua (Nuar), no Comércio (Rua Corpo Santo, nº 17), que proporcionará 160 atendimentos; o Subúrbio 360, na Rua da Paz, s/nº, Coutos, com 200 e a Casa do Trabalhador Cajazeiras, na Estrada do Coqueiro Grande, 2, com 200, somando um total de 1.010 serviços disponibilizados aos cidadãos de forma organizada e garantida”, assegurou.

Contudo, conforme Bispo, não para por aí. As atividades que já ocorrem nas 10 Prefeituras-Bairro (Centro/Brotas, Barra/Pituba, Subúrbio/Ilhas, Itapuã/Ipitanga, Valéria, Pau da Lima, Cabula/Tancredo Neves, Cidade Baixa, Cajazeiras e Liberdade/São Caetano) serão triplicadas (hoje são 550 fichas distribuídas/dia ao todo), podendo chegar a 1500/dia. O serviço pode ser agendado pelo site horamarcada. salvador. ba. gov. br.

Já as práticas de cadastramento, recadastramento e inclusão nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) dobrarão. “Hoje, atendemos em Ilha de Maré, Ceasa, Itapuã, São Cristóvão, Lagoa da Paixão e Cajazeiras e viabilizaremos esse número de seis para onze em mais uma unidade como suporte, como Brotas, Calabetão, Fazenda Grande do Retiro, Federação, Ilha de Bom Jesus e Itapagipe e mais um ponto de apoio na Codesal. Tudo em prol de fazer com que as pessoas que utilizam os benefícios possam ter seus direitos mantidos, mas de forma ordenada, já que apesar de toda nossa força-tarefa nada estava adiantando. Era como se estivéssemos falando grego, com o perdão da palavra, e esse cenário não condiz com o que queremos para a nossa realidade”, disparou, arrematando que o CadÚnico Itinerante permanece funcionando diariamente, percorrendo os bairros periféricos de Salvador.

Para agendar, o titular da pasta explica que será necessário somente acessar o site horamarcada. salvador. ba. gov. br, aplicativo Fala Cidadão ou ainda pelo WhatsApp – Assistente Virtual Jana, no (71) 98392-3927.

“Mas volto a reiterar Quem já está ativo na base de dados do Bolsa Família vai migrar automaticamente para o Auxílio Brasil”, concluiu.

Últimas Noticias

Trabalhadores do setor aéreo cancelam greve programada para dia 29

O sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informou hoje, em comunicado, que funcionários do setor aeroviário decidiram, em votação online,...