Salvador: Escritório de Governança Social atuará com projetos para população carente

Buscando dar suporte à população carente de Salvador, agregando e catalisando todos os programas de ação social da Prefeitura, o Escritório de Governança Social Santa Dulce dos Pobres foi inaugurado nesta sexta-feira (12) pelo prefeito Bruno Reis e pela vice-prefeita Ana Paula Matos. A unidade funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Rua Chile, 3, 2º Andar, no Centro, e vai articular os diversos órgãos municipais e fomentar parcerias com entidades privadas para que, unidos, possam fazer mais pela cidade, principalmente nas camadas mais necessitadas.

No lançamento do escritório, o prefeito destacou as fragilidades da capital baiana no campo social. “Quem conhece a cidade sabe das desigualdades que temos de enfrentar. Salvador ainda é muito pobre e sensível nas áreas de segurança, saúde, social e econômica. Nosso objetivo é melhorar a qualidade de vida das pessoas, dar-lhes mais dignidade e garantir alguma progressão social das famílias, com reflexos nos campos econômico e social. Esse escritório atuará de forma transversal, envolvendo todas as secretarias, eliminando, aos poucos, as carências e necessidades da capital baiana”.

Foto: Valter Pontes/Secom

Segundo a vice-prefeita, a iniciativa ocorrerá sempre de maneira integrada, tendo a família como centro. “Antes do escritório, estávamos nos bastidores, pensando e elaborando projetos que já estão dando frutos para a cidade, compreendendo as necessidades para atuar de forma sustentável, usando o coração e a inteligência, unidas para ajudar as pessoas a ter uma vida melhor, mais igual e justa”, declarou Ana Paula.

Funcionamento – A partir de um mapeamento das áreas carentes da capital baiana, foram identificadas as principais necessidades das famílias carentes da cidade, nos setores de saúde, economia, educação, esporte, lazer, segurança e infraestrutura, por exemplo. A partir daí, decidiu-se unir em um só local as políticas públicas ofertadas pela Prefeitura, para prover às pessoas uma melhor condição de vida, desde a casa, passando pelo bairro até atingir toda a cidade. Assim, serão atacados de forma ordenada os principais problemas da cidade, a partir de ação direta nas comunidades, por meio de projetos-pilotos, promovendo a inclusão, pouco a pouco, em toda a cidade.

A coordenadora do Escritório de Governança Social, Simone Café, explicou que, em um primeiro momento, o escritório irá comandar os programas Bairro Novo e Vida Nova. “O primeiro, trata dos cuidados da gestão municipal da porta da casa do cidadão para fora, cuidando de toda infraestrutura e urbanização dos bairros da capital. Enquanto o segundo vai cuidar das pessoas da porta da casa para dentro, com foco em quem vive ali. Em suma, serão aplicados todos os programas de promoção social, acompanhando e garantindo segurança social às famílias e à localidade”.

Durante a cerimônia, o chefe do Executivo Municipal assinou o decreto que institui o Comitê Gestor dos programas Bairro Novo e Vida Nova.

Últimas Noticias