Sociedade está doente, diz Anderson Ninho sobre professor que obrigou crianças a se beijarem

“São sintomas de uma sociedade que está doente. É uma atitude nojenta, lamentável e que a gente não pode ignorar”, afirmou nesta quinta-feira (25/11) o vereador de Salvador, Anderson Ninho (PDT), sobre o caso do professor de uma escola estadual que teria obrigado estudantes do 6ª ano a se beijarem em troca de pontos.

“Eu tenho total confiança na Polícia Civil da Bahia, especialmente no DERCCA, que é a Delegacia de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente, além do Ministério Público da Bahia. Tenho plena certeza que o inquérito será concluído com rapidez e uma resposta será dada a sociedade, que não admite situações como essa”, acrescentou.

“Vale lembrar que estamos falando de crianças de 11 e 12 anos. Se confirmado, há diversos crimes que ele deverá responder, inclusive, pedofilia. É um caso que tem que servir como exemplo, pois devemos proteger nossos filhos, nossas crianças”, finaliza Anderson Ninho.

A Secretaria Estadual de Educação (SEC) já afastou o suspeito e um inquérito administrativo também investiga o caso.

Últimas Noticias

Lula cobra atuação de sindicatos: ‘Ninguém gosta de viver de Bolsa Família’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerrou o 9º Congresso da Força Sindical, nesta quarta-feira, 8, cobrando uma...