Psicóloga exalta serial killers com tatuagens

Britnee Chamberlain, 28 anos, gastou US$ 2,8 mil dólares australianos (cerca de R$ 11,4 mil) para tatuar em sua perna direita os rostos do predador sexual Ted Bundy e do canibal Jeffrey Dahmer.

Ao lado do desenho de Bundy foi tatuada a citação: “Eu não sinto culpa por nada. Sinto pena das pessoas que se sentem culpadas”. A de Dahmer é acompanhada pela frase: “Se não pode vencê-los, coma-os”.

Britnee contou que começou a estudar psicologia forense por ser obcecada pelo tema. Seu intuito é compreender como funciona a mente desses criminosos.

“Eu não aceito os crimes de serial killers, de maneira alguma. Eu simplesmente sou intrigada pelo que eles fazem.”

Em entrevista ao Daily Star, ela disse compreender que sua decisão pode causar polêmica, mas resolveu fazer as tatuagens no momento em que “buscava um propósito para a vida”.

“Se eu estivesse preocupada sobre o que os outros pensam, eu não estaria sendo fiel a mim e não estaria vivendo uma vida de autenticidade. Pessoas sempre vão ter as opiniões delas, mas quem pode dizer se essas opiniões ou escolhas são certas ou erradas?”, questionou.

“Ter isso no meu corpo tem um significado pessoal, como para alguém que tem um animal de estimação, iniciais de alguém amado ou mesmo uma piada boba”, completou.

Britnee ainda revelou que seu plano é tatuar o famoso Jack, o Estripador, e Ed Gein, conhecido por ter exumado corpos e fabricado troféus com os ossos e peles.

Últimas Noticias

Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (8) por unanimidade a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada...