Movimento “Vai ter gorda” faz protesto após humilhação na Baixa dos Sapateiros. Assista!

Um grupo de mulheres fez um protesto nesta quinta (14) em frente a uma loja na Baixa dos Sapateiros. Elas acusam o estabelecimento de gordofobia. Ou seja, preconceito contra a pessoa que tem um peso elevado. Segundo Cátia Sileide, ela foi agredida e humilhada no estabelecimento.

“Essa loja se chama “Da Lin” e ela pertence a uma japonesa. Eu peguei algumas peças para experimentar e quando cheguei no balcão, eu esperei que essa japonesa contasse as peças. Ela simplesmente começou a separar as peças e a descrição como se eu já tivesse comprando. Eu disse que ainda não havia decidido se já tinha comprado ou não. Eu falei que gostaria de experimentar as roupas. Ela fez um olhar estranho, pegou uma das peças, jogou no meu rosto e começou a dizer que não ia dar em mim. Ela chegou a tentar alcançar minha cintura para mostrar que não ia dar em mim. E ainda disse que eu tinha que levar a peça que ela escolheu”, contou.

A coordenadora do movimento “Vai ter Gorda”, Adriana Santos, cobrou um posicionamento mais firme com os agressores. “As autoridades precisam se posicionar em relação a essas discriminações e efetivar leis que punam esses agressores. Estamos nas ruas para exigir respeito e mais políticas públicas, que contemplem as pessoas gordas”, afirmou. Mais de 20 pessoas participaram do ato e os donos, envergonhados, chegaram a fechar a loja. Assista o vídeo!

[su_divider top=”no” divider_color=”#ee4622″ link_color=”#ee4622″]

Leia Também

Gordas e lindas: Tudo pronto para o concurso que vai eleger a miss baiana

Últimas Noticias