Opala “todo barriado” transportava cocaína avaliada em R$ 800 mil para São Cristóvão

Após denúncia de transporte de drogas para o bairro de São Cristóvão, policiais do Núcleo de Inteligência e Operações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Coordenação de Operações Especiais (COE) com o apoio da Rondesp RMS da Polícia Militar apreenderam na manhã desta quinta-feira (30), 34 tabletes de cocaína avaliados em R$ 800 mil. O condutor do veículo, ao ver a blitz dos policiais na Avenida Paralela, tentou evadir, mas foi alcançado e preso.

O carro, um Opala bem antigo, estava “todo barriado”, conforme uma fonte do Informe Baiano. “Eles usam esses carros antigos achando que vão ludibriar a polícia. Eles acham que a gente nunca vai abordar, mas esquecem que existe o trabalho de inteligência”, disse um policial da Rondesp RMS que participou da ação.

A ação faz parte da continuidade da Operação Acesso Livre. “Durante as abordagens, as equipes visualizaram um veículo em atitude suspeita, que havia parado 200 metros antes da barreira policial, sendo observado que o motorista havia saído com duas caixas na mão, ele foi abordado e, dentro das caixas, foram encontrados os entorpecentes”, explicou a diretora do DHPP, delegada Andréa Ribeiro.

O COE utilizou o auxílio da cadela farejadora a K9, cocker spaniel, “Jade”, para identificar a cocaína. O coordenador de operações da unidade, investigador Douglas Pithon, explicou como a ajuda do cão foi fundamental para identificação. “Ela com o faro apurado indicou que na caixa de fato tinha entorpecentes confirmando nossas suspeitas. O material apreendido foi encaminhado para sede do DHPP”, disse.

O preso está sendo autuado em flagrante por tráfico de drogas e posteriormente ficará à disposição da Justiça.

Últimas Noticias

Brasil tem 106 casos de varíola dos macacos confirmados

O Brasil tem 106 casos confirmados de varíola dos macacos (Monkeypox), segundo levantamento do Ministério da Saúde. A maioria...