Augusto Vasconcelos contesta distorções no IPTU e aumento para 2022

Em 2022, o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), terá um aumento de 10,74%. O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), ressaltou que o IPTU passou por aumentos gigantescos nos últimos anos, após aprovação de uma nova legislação há 8 anos atrás, o que tem prejudicado a população.

Durante a votação do Procultura na Câmara Municipal de Salvador (CMS), Augusto identificou e denunciou o famoso “jabuti”, que incluía o aumento do IPTU em um projeto que nada tinha a ver com o assunto. De acordo com o parlamentar, “ao invés de corrigir as distorções no IPTU, que provoca custos diferenciados para imóveis dentro de um mesmo condomínio, a Prefeitura prioriza o aumento de impostos”. Além disso, houve aumento em mais de 50% da Taxa de Resíduos Sólidos (TRSD), valor bem acima da inflação.

“Desde 2013 temos lutado contra as inconstitucionalidades da lei aprovada na gestão de ACM Neto, inclusive através de ação no Tribunal de Justiça. Na condição de Ouvidor-Geral da Câmara convoquei Audiência Pública para tratar do assunto, fizemos diversas reuniões com moradores de diferentes bairros da cidade e também com a SEFAZ municipal, onde protocolamos documento. Não vamos desistir. Seguiremos em defesa de um IPTU Justo”, afirmou Augusto.

Últimas Noticias