Policial chuta irmã de barranco e tenta matá-la afogada em rio

Um policial militar foi preso em flagrante no último sábado (22) após ter chutado a irmã de um barranco e tentado matá-la afogada em um rio, em Guia Lopes da Laguna, no Mato Grosso do Sul. As informações são do g1.

Allison Tomazelli Barbosa, de 27 anos, é PM em Roraima e estava a passeio em Mato Grosso do Sul. Ele teria visto a irmã, de 19 anos, dormindo em um carro e tentou chamá-la, mas ela não acordou. Nesse momento, ele começou a agredi-la.

De acordo com testemunhas, ele a retirou do carro e a agrediu com tapas e empurrões, e depois chutou-a de um barranco de mais de 2 metros.

Segundo relatos, ela teria desmaiado assim que caiu do barrando. Com ela ainda desacordada, ele desceu até a margem do rio e continuou a agredi-la com tapas no rosto. Ele teria dito que ela “estaria fingindo”, e começou a afogá-la várias vezes.

Duas pessoas tentaram impedir as agressões, mas também receberam chutes do policial. De acordo com as testemunhas, todos no local haviam ingerido bebidas alcoólicas.

A vítima foi levada para um hospital em Guia Lopes da Laguna, com escoriações e luxações por todo o corpo. Tomazelli foi preso em flagrante até esta segunda (24), quando sua prisão foi convertida em preventiva.

Ainda de acordo com o g1, ele foi proibido de se aproximar da irmã, vítima da tentativa de feminicídio, e das testemunhas.

Em setembro de 2021, Tomazelli foi atingido com tiros nos testículos, após uma tentativa de homicídio cometida por uma policial, em Roraima.

Em depoimento, ele disse que foi atingido após negar sexo oral oferecido por ela. A militar disse que foi atacada por ele e não lembra se a arma dela disparou ou se foi a dele.

Últimas Noticias

Comissão aprova projeto que determina igualdade de tratamento a cidadãos em processos administrativos

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou projeto que determina a concessão...