Maio Amarelo 2022: Salvador tem programação especial sobre trânsito seguro

Cursos, palestras, ações educativas nas ruas, inaugurações e lançamentos de campanhas de mídia e de um novo conceito comunicacional para a blitz de alcoolemia. Neste Maio Amarelo de 2022, mês dedicado a chamar atenção sobre a segurança viária, a Prefeitura, por meio da Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), preparou uma programação diversificada para sensibilizar ainda mais a população sobre a importância da adoção de condutas responsáveis no trânsito como forma de preservação de vidas.

Este ano, o Maio Amarelo tem como tema “Juntos Salvamos Vidas”. A proposta é mostrar como todos que compõem o trânsito, aliados aos órgãos públicos, podem contribuir para a segurança viária.

Foto: Jefferson Peixoto/Secom

“Queremos mostrar para os cidadãos que eles têm papel fundamental na construção de um trânsito mais humano e seguro. É preciso respeito e responsabilidade para que possamos ter um trânsito harmônico. Neste Maio Amarelo, queremos unir forças com todos que possamos conscientizar ainda mais a população”, explica o superintendente da Transalvador, Marcus Passos.

Durante este mês, alguns pontos da cidade serão iluminados com a cor amarela. Quem passar à noite pelo Elevador Lacerda e Farol da Barra, por exemplo, poderá ver que os monumentos farão referência a este mês especial. A mesma ação vai acontecer em viadutos na Avenida Luís Viana (Paralela).

A Transalvador mantém a parceria com Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global, entidade internacional que auxilia cidades a promoverem medidas que favoreçam um trânsito mais seguro. Além disso, a autarquia municipal conta com o suporte de todos os órgãos que compõem o Programa Vida no Trânsito (PVT) da capital baiana.

Lançamentos – Por mais um ano, a Transalvador investe numa campanha de mídia de massa voltada para os motociclistas, com veiculações em TV, rádio e impresso. Essa categoria de condutores tem crescido com o aumento da demanda populacional, o que acaba refletindo nas ocorrências no trânsito.

Mesmo com a redução de mortes no trânsito desses condutores, os números ainda são preocupantes. De janeiro a março deste ano, seis motociclistas foram à óbito. No mesmo período de 2021, a Transalvador registrou 14 mortes.

Outro lançamento neste mês é de um novo conceito comunicacional para a tradicional operação de alcoolemia, que é realizada pela Transalvador. Realizada diariamente, as abordagens têm se mostrado eficientes formas de coibir condutas que coloquem em risco as vidas das pessoas. E é no respeito à vida que esse novo conceito vai focar. A ideia é mostrar como o respeito às regras de trânsito favorece a preservação de vidas.

Novas áreas Zona 30 serão inauguradas em regiões distintas da capital baiana: em Alphaville e no Barbalho (Instituto dos Cegos). A primeira Zona 30 de Salvador, na Baixa do Bonfim, foi implantada no Maio Amarelo de 2021. Neste um ano, outras cinco áreas do tipo já foram entregues na cidade: Greenville (Patamares), Rua Henrique Dias (Bonfim), Rua da Bélgica (Comércio), Praça Ana Lúcia Magalhães (Itaigara) e Rótula da Feirinha (Cajazeiras). Criado na Alemanha e adotado por diversos países e capitais brasileiras, esse planejamento viário visa delimitar áreas urbanas mais seguras para pedestres e ciclistas, com a limitação da velocidade dos carros a 30 km/h.

Ações educativas – A Transalvador vai liderar também ações educativas para estudantes e palestras para condutores profissionais. O projeto Cidadão no Trânsito, realizado pela Gerência de Educação para o Trânsito (Gedut) da Transalvador, vai levar educação para o trânsito de maneira lúdica para alunos de escolas de Salvador. Nesses encontros virtuais serão abordados conceitos básicos de convivência harmônica no trânsito.

Haverá também palestras, dentro do programa Condutor Cidadão, em empresas e órgãos públicos. Nestas oportunidades serão abordadas atualizações legislativas, práticas responsáveis na direção e conduta defensiva. Ainda em maio, será realizado o Encontro Municipal de Mobilidade, que vai discutir propostas de ações voltadas para os ciclistas entregadores, aqueles que trabalham para empresas de delivery.

“Nossas ações articuladas neste Maio Amarelo passam pelo princípio de que o trânsito é responsabilidade de todos. Os sinistros não acontecem por acaso, mas sim, são frutos das escolhas inadequadas e arriscadas, por isso precisamos praticar a segurança no Trânsito para mostrar que juntos salvamos vidas”, afirma Mirian Bastos, gerente de Educação para o Trânsito e coordenadora do Comitê Vida no Trânsito de Salvador.

Últimas Noticias

PRF apreende mais de 60Kg de maconha e 3 kg de cocaína na BR 135 em Bom Jesus

Policiais Rodoviários Federais prenderam, na manhã de hoje (27), um homem de 25 anos acusado do crime de Tráfico...