Julia Munhoz conquista a 100ª medalha do Brasil em Rosário

O Brasil atingiu, na manhã desta quinta-feira, dia 5, uma importante marca nos Jogos Sul-americanos da Juventude Rosário 2022. O país conquistou sua centésima medalha e segue isolado no quadro geral da competição continental. E, para completar o belo início de dia do time verde e amarelo, veio logo uma medalha de ouro, com a triatleta Julia Munhoz. Ela fechou o percurso disputado no sistema de duatlo (ciclismo e corrida) em 1h0s7. A prata ficou com Camila Bravo, do Equador, e o bronze com Dominga Espinoza, do Chile. A outra brasileira na prova, Sophia Gomes, terminou em 11º.

“É muito gratificante representar o Brasil nestes Jogos. Esse resultado só mostra que o trabalho que venho fazendo está valendo a pena. Agradeço muito a toda minha equipe, que vem fazendo um excelente trabalho. Estou muito animada e feliz, é um próximo passo que só me deixa confiante para as próximas provas”, celebrou a atleta de 17 anos.

Julia esteve desde o início da prova no pelotão da frente. Ao lado da equatoriana e da chilena, se distanciou das outras competidoras e manteve o ritmo até o final. Na última volta do circuito, localizado no Parque da Independência, a brasileira se desgarrou das adversárias para vencer e garantir a centésima medalha do Brasil em Rosário.

“Os primeiros 2,5km de corrida eu fiz forte, mas controlado, e sai pedalando na frente com as outras duas meninas. Aí ficamos revezando rodas. Na última corrida, controlei, e na volta final eu dei tudo que tinha. Acabou funcionando”.

Em virtude da baixa temperatura da água, não houve a disputa da natação. Assim, a prova foi iniciada com uma corrida de 2,5km, seguido de 20km de ciclismo e mais 5km de corrida para fechar.

“Fiquei triste por não ter a natação, que é uma das minhas modalidades mais fortes, mas tive que virar a chave. Não havia muito o que fazer, só aceitar e pensar numa nova estratégia. Fiz uma primeira corrida controlada, administrei na bicicleta e dei tudo que tinha no final. Sabia que ia dar certo porque estava com uma corrida muito confiante”, contou Julia, que começou na modalidade aos 12 anos por influência do irmão Vinícius, também atleta.

Últimas Noticias

Instituições baianas se unem no combate à desinformação durante o processo eleitoral

A atuação das instituições no combate à desinformação, durante os períodos pré e eleitoral, foi reforçada com o seminário...