Ex-prefeito de Ibititá Cafu Barreto deixa a prisão

O juiz Fábio Roque da Silva Araújo, da 2a Vara Federal Criminal, determinou a soltura do ex-prefeito de Ibititá, Edcley de Souza Barreto, conhecido como Cafu, que deixou a prisão nesta terça-feira (10/05). Outros dois investigados, Jocey Marques da Silva e Alexon de Araújo Santos, também foram liberados. Permanecem custodiados na sede da Polícia Federal Vanilson de Souza Sobral Filho e Leciano Marques da Silva.

Os cinco foram presos durante a Operação Rochedo, deflagração pela Polícia Federal (PF) e pela Controladoria Geral da União (CGU) no último dia 05 de maio. A investida investiga e tem como objetivo desarticular um esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos federais repassados ao município de Ibititá.

Conforme a PF, a organização criminosa (ORCRIM) alvo da operação, estabelecida na microrregião de Irecê, era formada por empresários, agentes públicos, advogado, contadores e “laranjas” e desviou mais de R$ 7 milhões durante as gestões do ex-prefeito Cafú (2013/2016 e 2017/2020). Os recursos eram oriundos do PNATE (Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar), do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e “precatórios do FUNDEF” (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), e do combate da pandemia de COVID-19.

Últimas Noticias

FNDE prorroga prazo para renovar contratos de financiamento do Fies

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou até o dia 30 de junho de 2022, o prazo...