Em Ibotirama, Feira Cidadã oferece serviços de saúde e cidadania para moradores da região

Às margens do Rio São Francisco, a cidade de Ibotirama recebeu, nesta quarta-feira (18), a Feira Cidadã, promovida pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). A expectativa é realizar mais de 8 mil atendimentos gratuitos de saúde e cidadania, até a próxima sexta-feira (20). Instalada na Praça Ives de Oliveira, em frente à sede da Prefeitura, a feira recebe moradores do município e região com a oferta de diversos serviços. A próxima edição será realizada no dia 2 de junho, na cidade de Ipirá.

De acordo com o coordenador da Feira, Edvaldo Gomes, o evento ajuda a desafogar os equipamentos de saúde de cada município. “Temos uma gama bem grande de serviços que vão atender as demandas reprimidas da cidade de Ibotirama e microrregiões, além de contribuir para zerar a fila de regulação. Nosso objetivo é dar acesso às políticas públicas com qualidade e segurança para os pacientes”.

Estão sendo ofertados exames como mamografia, ultrassonografia, eletrocardiograma e raio-x, e consultas de odontologia, com colocação de próteses, quando necessário, e oftalmologia, com rastreio de catarata e doação de óculos. Na lista de serviços de cidadania, a emissão de primeira e segunda vias da identidade e CPF são os mais procurados na unidade do SAC Móvel.

O prefeito de Ibotirama, Laércio Santana, ressaltou que a Feira significa economia para a Prefeitura. “Quero agradecer ao governo do Estado por trazer para todos nós ibotiramenses essa feira de grande importância, pois sabemos que saúde é prioridade, e hoje vamos atender não só a nossa comunidade, como a população circunvizinha”.

A chefe de família Luana Santos Marcelo, 20 anos, levou a pequena Liz Hanna, de 2 anos, para fazer a primeira carteira de identidade. “Eu já queria fazer o documento dela. Como aqui é rápido e de graça, eu vim logo cedo para ser atendida entre os primeiros”.

A dona de casa Ana Brito Roque, 78 anos, esperou a chegada da Feira Cidadã para realizar a consulta oftalmológica e a cirurgia de catarata. “Há muito tempo estou sentindo dificuldade de enxergar. Não consigo enfiar nem mais uma linha na agulha. Agora com a cirurgia, sei que vou ficar bem, e isso me deixa muito feliz. E melhor é que não vou pagar nada por isso”, comemorou.

Últimas Noticias

Micro e pequenas empresas já podem aderir ao Pronampe

Apartir desta quinta-feira, 30 de junho, as micro e pequenas empresas já poderão buscar junto ao banco de sua...