Justiça manda prender bombeiro que atirou em atendente do McDonald’s

A Justiça do Rio determinou a prisão preventiva do bombeiro Paulo César de Souza Albuquerque, acusado de atirar em um atendente do McDonald’s na Taquara, na zona oeste do Rio de Janeiro. O crime aconteceu no último dia 9.

O atendente Matheus Domingues Carvalho, de 21 anos, teve alta na quarta-feira (18). Ele estava internado havia dez dias depois de ser baleado na barriga. O jovem passou por uma cirurgia, perdeu o rim esquerdo e teve ferimentos no intestino.

Matheus foi ouvido pela polícia pela primeira vez nesta segunda-feira (16), quando ainda estava no hospital.

O militar está sendo acusado de homicídio tentado qualificado por motivo torpe. Mateus Domingos Carvalho foi baleado na região do abdômen. Após o ataque, Paulo Cesar fugiu em seu carro. A postura do acusado também legitimou a prisão preventiva: “a indicar, concretamente, que não pretende se submeter à aplicação da lei penal, um dos pressupostos da preventiva”, justificou o juiz Gustavo Kalil.

Últimas Noticias

Ricky Martin não aceita fim de relacionamento com o amante e é suspeito de agressão

O cantor Ricky Martin está sendo acusado de violência doméstica, em Porto Rico, contra um suposto amante. Casado há...