Colômbia e Brasil celebram aliança e exaltam culturas em Salvador

O Largo do Cruzeiro de São Francisco, no Pelourinho, foi palco na noite desta sexta-feira (3) de uma mistura cultural entre Brasil e Colômbia, com apresentações musicais e performances de dança. A programação faz parte da Semana da Colômbia, promovida entre a Prefeitura, através do Escritório de Cooperação Internacional (ECI) e do Escritório de Governança Social Santa Dulce dos Pobres, e a Embaixada da Colômbia no Brasil.

Passeando pelo Centro Histórico de Salvador, a turista Aldenísia Santos, de Recife (PE), descobriu a programação do festival e se encantou com o evento. “Foi uma surpresa porque estamos de férias passeando e de repente encontramos um show intercalando dois países é maravilhoso. Eu conheço a Colômbia e foi uma grata surpresa poder assistir a esse show e relembrar momentos legais que vivi lá”, afirmou.

A abertura do evento contou com a apresentação do grupo Café com Dendê. A equipe de músicos brasileiros e colombianos apresentou um pouco das tradições do país com instrumentos que não são muito tradicionais na música folclórica.

Responsável pelo Escritório de Cooperação Internacional de Salvador, João Victor Queiroz, ressaltou a satisfação em Salvador promover um evento de cooperação que mistura a cultura dos dois países. A intenção é de uma edição semelhante ocorra na Colômbia.

Cooperação internacional – O embaixador da Colômbia, Dario Montoya, reforçou a importância de estabelecer um vínculo com a capital baiana e o compartilhamento cultural. “É um prazer estar nesse evento que celebra uma aliança entre Bahia e Colômbia. Eu acredito que, como muitos de vocês dizem, nasceu aqui o espírito deste grande país que é o Brasil. Estou convencido de que se a Colômbia quer ser um sócio do Brasil tem que iniciar uma relação forte com Salvador”, destacou.

A programação da noite teve continuidade com a apresentação dos balés folclóricos de Ibagué (Colômbia) e da Bahia. O concerto musical que acompanhou os balés contou com músicos colombianos que fazem parte da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), além de oito músicos vindos da Colômbia especialmente para a semana.

Café – Na quinta-feira (3), foi realizada uma roda de conversa sobre o café colombiano no Museu da Gastronomia Baiana, no Largo do Pelourinho. Na ocasião, também foi realizada degustação de itens, como o brigadeiro de café. “Na semana da Colômbia em Salvador, não poderíamos deixar de falar sobre essa relação entre o Brasil, maior produtor de café do mundo, e a Colômbia, terceira maior produtora de café do mundo. O café representa muito para o nosso país”, disse o agente cultural da embaixada da Colômbia no Brasil, Daniel Moreno.

Barista de uma cafeteria de Salvador, Lorena Mel, de 20 anos, falou que o encontro serviu para aprimorar o seu conhecimento sobre o produto. “Não tenho muito contato com o produto de outros países e hoje estou tendo a oportunidade de ter acesso a essa informação”, disse.

Além da roda de conversa, neste mesmo dia, os chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca, prepararam um cardápio especial no restaurante Omi, na Rua Chile. No Subúrbio 360, em Coutos, foi a vez de uma oficina de dança para jovens, ministrada por integrantes dos balés folclóricos da Bahia e da Colômbia.

Encerramento – Neste sábado (4), encerrando a semana, o Restaurante Escola Senac Casa do Comércio recebe o jantar a quatro mãos, elaborado por chefs do Senac e o chef Manuel Mendoza. As atividades da semana temática contaram ainda com a parceria do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Restaurante Omi, Copa Airlines, do Instagram Salvador Latina, Latam Airlines e da agência de viagens Happy Tour.

Últimas Noticias

Brasil tem 106 casos de varíola dos macacos confirmados

O Brasil tem 106 casos confirmados de varíola dos macacos (Monkeypox), segundo levantamento do Ministério da Saúde. A maioria...