“A maioria dos veterinários ama o dinheiro e não os animais”, protesta Carol dos Animais

A pré-candidata a deputada estadual Carol dos Animais (Solidariedade) voltou a protestar contra clínicas veterinárias na Bahia. Segundo ela, a maioria dos veterinários não pensa na vida dos animais, mas sim no dinheiro que ganham no atendimento dos pets.

“Se uma pessoa for atropelada e for levada para qualquer hospital particular, o médico vai salvar a vida dela. Mas se for um gato ou um cachorro atropelado ou você paga ou seu pet morre. Eles não atendem. A maioria dos veterinários ama o dinheiro e não os animais, não pensa na vida deles”, reitera.

Recentemente, o Conselho de Medicina Veterinária entrou com uma ação que impediu o castramóvel de rodar pela cidade de Salvador, ação que Carol considera como sendo irresponsável. Ela explica que a castração é uma das principais alternativas para o controle dos animais de rua.

“Muitos animais são abandonados e não têm como serem acompanhados como devem ser, se tornam mais violentos e apresentam riscos à sociedade, infelizmente. Mas, para além disso, a castração contribui para que os pets tenham uma vida mais saudável, reduzindo os riscos de doenças nas vias uterinas e em órgãos genitais”, pontua Carol.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), existem mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, entre cães e gatos, e cada casal de cães, por exemplo, caso não sejam castrados, podem gerar 80 mil descendentes em apenas 10 anos.

“É por isso que nós, protetores dos animais, lutamos tanto por ações como o castramóvel e tantas outras. Porque nós amamos verdadeiramente os animais e damos valor às duas vidas. Muitos veterinários gananciosos acabam ignorando isso”, frisa Carol.

Últimas Noticias

Bares e restaurantes têm o melhor desempenho do ano em julho

Bares e restaurantes têm o melhor desempenho do ano em julho, mas número de estabelecimentos com prejuízo ainda preocupa,...