Presa na Rússia, jogadora de Basquete Brittney Griner apela para presidente do EUA

A jogadora de basquete dos Estados Unidos, Brittney Griner, fez um apelo ao presidente dos EUA, Joe Biden, para defendê-la, em uma carta enviada à Casa Branca, nesta segunda-feira (04/07). Ela está detida na Rússia por acusações relacionadas a drogas.

Griner, que foi detida em um aeroporto de Moscou em 17 de fevereiro quando foi encontrada em sua bagagem cartuchos de óleo de cannabis, foi a julgamento na sexta-feira. A mulher pode pegar até 10 anos de prisão na Rússia. O caso ocorre em um cenário de alta tensão entre Moscou e Washington sobre o conflito na Ucrânia.

Autoridades dos EUA dizem que Griner foi detida injustamente. “Enquanto estou sentada aqui em uma prisão russa, sozinha com meus pensamentos e sem a proteção da minha esposa, família, amigos, camisa olímpica ou qualquer conquista, estou com medo de ficar aqui para sempre”, escreveu em uma carta, segundo trechos compartilhados por seus representantes.

“No dia 4 de julho, nossa família normalmente homenageia os militares que lutaram por nossa liberdade, incluindo meu pai, que é um veterano da Guerra do Vietnã.”

“Dói pensar em como costumo comemorar este dia porque a liberdade significa algo completamente diferente para mim este ano”, completou.

Griner, que compete na Associação Nacional de Basquete Feminino dos EUA (WNBA), mas também joga regularmente na Rússia, foi formalmente informada na primeira audiência de que foi acusada de importar intencionalmente drogas para a Rússia. O juiz marcou a próxima audiência para 7 de julho.

“Sei que você está lidando com tanta coisa, mas por favor, não se esqueça de mim e dos outros detidos americanos. Por favor, faça todo o possível para nos levar para casa”, acrescentou Griner.

Últimas Noticias

MP recomenda realização de estudos técnicos para instalação da ponte Salvador – Ilha de Itaparica

O Ministério Público estadual expediu recomendação ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) para que adote uma...