Salvador é a mais nova integrante da rede colaborativa de Cidades Inteligentes da Mastercard

A cidade de Salvador firmou uma parceria com a Mastercard, nesta quinta-feira (7), e oficializou o Memorando de Entendimento Mastercard-Salvador: Cidade Possível, para participação no City Possible. A ação ocorreu no Palácio Thomé de Souza, com as presenças da vice-prefeita Ana Paula Matos e da vice-presidente de Negócios da empresa no Brasil, Fernanda Caraballo.

O programa global de cidades busca apoiar os municípios para se tornarem mais eficientes, inclusivos e sustentáveis, estabelecendo um novo modelo de inovação urbana. Para a vice-prefeita, a parceria será muito importante para a capital baiana.

“É uma honra para Salvador se tornar uma cidade inteligente da rede. Temos avançado cada vez mais nas causas sustentáveis, de inclusão, resiliência, desenvolvimento social e urbanas, dentre outras. Junto com empresas que têm esse propósito em comum, a gente avança também nas áreas de tecnologia e inovação e amplia os setores de geração de renda”, destacou Ana Paula Matos.

A capital baiana se une agora a uma rede colaborativa formada por mais de 340 cidades em todo o mundo, com foco no intercâmbio de experiências e conhecimentos ligados a cidades inteligentes. Guarulhos (SP), Curitiba (PR) e Recife (PE) são algumas das mais de 20 cidades brasileiras que já fazem parte da iniciativa, além do Distrito Federal e do Estado de São Paulo.

A rede conta, ainda, com participantes como Los Angeles (Estados Unidos), Dublin (Irlanda), Dubai (Emirados Árabes) e Melbourne (Austrália). A iniciativa também envolve outras lideranças do setor privado e importantes instituições acadêmicas, a exemplo da Universidade de Harvard, para ajudar a resolver os desafios enfrentados pelas cidades.

“À medida que expandimos nossa rede global e utilizamos nosso conhecimento, auxiliamos no desenvolvimento de cidades mais conectadas, inclusivas e responsivas às necessidades dos cidadãos. Com inovação tecnológica e conhecimento profundo de mercado, temos força para apoiar as cidades em seus processos de digitalização”, afirma Fernanda Caraballo.

“A chegada de novas cidades ao programa, como Salvador, fortalece a iniciativa e impulsiona a construção de um futuro urbano sustentável, focado nas necessidades e no crescimento inclusivo das localidades”, finaliza.   

*Motivação* – Salvador se destaca em diversos setores que impulsionam a economia, dentre eles o turismo, a gastronomia, a cultura, a música, a dança, a religião e os grandes eventos. Com população de quase 3 milhões de habitantes, busca se tornar cada vez mais resiliente e em constante avanço.

Diversas ações de apoio e fomento à cultura e economia criativa foram realizadas nos últimos anos pela Prefeitura, com foco em atividades que exploram o caráter estratégico e econômico da cultura e da criatividade. A capital baiana, como cidade diversa e plural, além de possuir uma grande riqueza no capital humano, está aprimorando importantes equipamentos e iniciativas para o desenvolvimento de vetores econômicos, com o objetivo de liderar a economia criativa global e sustentável.

Ao agregar à rede, a capital baiana passa a ter a oportunidade de se conectar e participar de programas relevantes, conferências e workshops, além de ter acesso a conteúdos e materiais de pesquisa de parceiros acadêmicos, com a oportunidade de propor tópicos para pesquisa e avaliação adicionais, capacidade de solicitar e adquirir know-how, cases e experiências de empreendedores, tecnólogos e outros profissionais participantes e parceiros da iniciativa.

Últimas Noticias

Fim da dupla Simone e Simaria é confirmado

As irmãs Simone e Simaria confirmaram em portagem nas redes sociais, nesta quinta-feira (18/08), o fim oficial da...