“Geraldo Jr. mais uma vez tentou dar um golpe”, diz Bruno Reis sobre ‘jabuti’ em projeto dos servidores

Segundo prefeito, Geraldo “não pode levar a atuação dele como presidente da Câmara como ele leva na vida”

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), disse nesta sexta-feira (22) que o presidente da Câmara Municipal, Geraldo Júnior (MDB), mais uma vez tentou dar um golpe na cidade durante a votação do projeto que trata do reajuste dos servidores, aprovado na última terça-feira (19). De acordo com Bruno, sem respeitar o acordo feito com a prefeitura e com os funcionários, do qual o próprio Geraldo participou, o presidente do Legislativo incluiu um artigo que poderia gerar um impacto de R$ 300 milhões às contas do município.

“Geraldo Júnior mais uma vez tentou dar um golpe em uma votação na Câmara Municipal, incluindo artigos na lei de reajuste de servidores que ainda não havia um acordo, que está em discussão. Isso representaria impacto nas contas da cidade de R$ 300 milhões. É uma falta de responsabilidade, por isso nós não deixamos e não deixaremos prosperar”, disse Bruno, ao ser questionado pela imprensa durante o lançamento da quarta edição da Maratona Salvador.

O prefeito ainda lembrou que esta não é a primeira vez que Geraldo age com este tipo de manobra. “Ele fez isso lá atrás, fazendo alterações na Lei Orgânica que já são fruto de uma ação direta de inconstitucionalidade do Ministério Público estadual contra ele. Fez isso quando das alterações da Lei orgânica e do Regimento para permitir a reeleição dele sem ninguém saber, sem discutir com a cidade, para antecipação da eleição”, criticou.

Bruno Reis pediu ao chefe do Legislativo municipal, que é pré-candidato a vice-governador na chapa do PT, mais responsabilidade com Salvador. “Mais uma vez essa semana incluindo artigos em projetos estão sendo apreciados pela Câmara, que tinha pauta específica, acordo específico pra isso. Então, o presidente do Legislativo precisa ter responsabilidade. Não pode levar a atuação dele como presidente da Câmara como ele leva na vida”, criticou.

Últimas Noticias

Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (8) por unanimidade a proposta de Resolução da Diretoria Colegiada...