Foragida por tráfico de drogas, organização criminosa e lavagem de capitais foi presa hoje em Salvador

Ana Valéria Lopes Batista foi presa hoje, dia 2, em Salvador, pelo Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), numa ação conjunta com o Departamento e Repressão ao Crime Organizado da Polícia Civil (Draco). Ela estava foragida desde o dia 25 de abril de 2018, com mandado de prisão aberto pela “Operação Cangalha” pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o crime, organização criminosa e lavagem de capitais. Além disso, Ana Valéria tinha outro mandado de prisão em aberto contra ela pelos crimes de associação criminosa e furto mediante grave ameaça ou violência. Durante a ação que resultou na prisão de Ana Valéria, o Gaeco cumpriu um mandado de busca e apreensão em Salvador, deferido pelo Juízo da Vara de Organizações Criminosas (Vocrim), que atendeu um pedido feito pelo grupo do MP.

A “Operação Cangalha”, deflagrada pelo Draco, prendeu envolvidos numa organização criminosa voltada para a prática de tráfico de drogas e crimes correlatos, cometidos no município de Simões filho, na região metropolitana de Salvador. De acordo com a denúncia, Ana Valéria era responsável pelo armazenamento e pela entrega de parte da droga, bem como pela contabilidade e realização de pagamentos referente ao valor comercializado por ela.

Últimas Noticias

STF vota amanhã reajuste de salários de ministros e juízes

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, marcou para esta quarta-feira (10) sessão administrativa virtual, das...