Prefeitura Municipal de Savaldor

Coluna do meio: Sumiço de Jerônimo; Portabilidade grande; Geraldo tira a gravata; e o Judas da CMS

1. A polêmica votação da derrubada do veto do prefeito Bruno Reis teve momentos tensos e também hilários. Após aprovação, o líder governista Paulinho Magalhães correu pra cima do presidente Geraldo Júnior, aparentando que iria cometer uma agressão. Na verdade, internamente estava gritando: “me segura, me segura por favor pra eu não chegar lá”. Receoso, o líder tirou a gravata pra não correr risco ser enforcado.

2.
Por falar em confusão, tem gente adorando a briga de Geraldo com o time de ACM Neto e ainda incentivando: “você é o cara, bote pra quebrar, Líder”. Essa mesma pessoa vai estar abraçada com Neto, caso o candidato ganhe, após as eleições.

3. Judas? O vereador Sidninho teria acordado que não compareceria a sessão do veto e chegou a dizer ao próprio prefeito, conforme uma fonte do Informe Baiano, que estava “tudo ok”: “Fique tranquilo, não vou entrar”. Agora Sidninho está na lista tríplice.

4. Surpresa positiva: Ao contrário de Sidninho, Átila do Congo manteve a palavra e não compareceu, mesmo diante de fortes pedidos. O ‘menudo do Subúrbio’, que é chamado também de ‘Melancia’, é fiel ao prefeito BR e ao deputado Cláudio Cajado. Sobre as eleições desse ano, surpreendeu ao dizer que ACM Neto deverá superar os 70% dos votos em Salvador.

5. Em off: “Estou constrangido, não precisava ser assim, dessa forma. Eu não faria. Mas cada um sabe da sua missão”, disse um vereador do grupo de Oposição.

6. O deputado estadual “oposicionista” Tiago Correia, que é marido da candidata a vice-governadora Ana Coelho, vem construindo dobradinhas com o “governista” Gabriel Nunes (candidato a federal) em diversas cidades. A parceria está dando o que falar. Nos bastidores, petistas desconfiados afirmam que a maioria dos prefeitos ligados a Nunes vota com ACM Neto. Portabilidade também?

7. Pesquisas recentes feitas pela Quaest em São Paulo e Minas Gerais, os dois maiores colégios eleitorais do país, mostram Lula em curva decrescente e o presidente Jair Bolsonaro igual a um foguete. Entre Julho e esse mês, a vantagem do petista para o capitão na pesquisa estimulada, em Minas, caiu de 18 para 9 pontos. Antes era 48 a 28 e agora é 42 a 33. No cenário espontâneo Lula caiu de 36 para 31 e Bolsonaro cresceu de 22 para 26. Ou seja, o eleitor de Lula está mudando o voto. Além disso, a reprovação do Governo Bolsonaro vem caindo consideravelmente enquanto a sua aprovação dispara. Os números são reflexo da melhora da economia e da expectativa da população mais humilde em receber o Auxílio Brasil. Agora imagine quando bater na conta do povo os R$600, os R$110 do gás e o empréstimo consignado?

8. Candidata a deputada estadual pelo Republicanos, Edylene Ferreira está colocando Osni Cardoso para comer poeira na região do Sisal. O desespero do ex-prefeito teria aumentado depois que a filha de Serrinha não foi escolhida para vice-governadora na chapa de ACM Neto. Os políticos da cidade afirmam que Osni ficou retado e ainda não engoliu a decisão do grupo liderado pelo União Brasil. O fato é que a “Vaqueira” embalou e, ao contrário de Osni, é uma das favoritas para garantir uma cadeira na Assembléia Legislativa da Bahia esse ano.

9. Cadê Jerônimo? A campanha petista desapareceu essa semana e muita gente ficou encucada, estranhando o sumiço. Na verdade, o candidato a governador realizava gravações de programas eleitorais junto com 28 prefeitos. Jerônimo Rodrigues vai ter 3m39s contra 4m39s de ACM Neto. Já João Roma vai ter 1m14s e Kleber Rosa 27s.

10. Sinal de alerta: Com o crescimento nacional de Jair Bolsonaro e Jerônimo sem empolgar na Bahia, alguns políticos acreditam que João Roma pode surpreender e terminar o pleito em 2 de Outubro na segunda colocação: “O eleitor está muito diferente e estou vendo um comportamento estranho. Acho que Neto ganha no primeiro turno, mas não se surpreenda se João Roma ficar em segundo e passar Jerônimo. A força de Bolsonaro está muito grande no interior. Lula não consegue levar Jerônimo como conseguiu levar Wagner. Na zona rural o povo já fala o número de Bolsonaro”, diz Rodrigo de Acajutiba.

11. O homem é romântico e aposta no amor:

12. Portabilidade: O mundo político aguarda ansioso a portabilidade do prefeito de Paulo Afonso, Luiz de Deus (PSD). A neta de Seu Luiz, Luiza de Deus, é candidata a deputada estadual pelo PP e está pedindo votos para ACM Neto em todas as cidades que tem representação. Se confirmada, a adesão será mais um duro golpe no time petista.

13. Geddel diz que golpe é lero-lero:

https://www.instagram.com/p/ChLfSexMQ9L/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

14. Adriano Meireles: conhecido por não prometer o que não pode cumprir, o ex-vereador de Salvador está gastando sola de sapato e combustível para compensar a pouca “estrutura” que dispõe, comparado a outros candidatos. Uma vitória de Adriano nas urnas é sinônimo da força do trabalho. Internamente, em seu partido Solidariedade, ele tem chances reais de ser o mais votado. O SD almeja eleger pelo menos 4 deputados. Também surgem como favoritos Carol dos Animais, Pastor Tom, Carlos Geilson, Pancadinha, Pastor Luciano e Luciano Araújo.

Fundação Jose Silveira

Últimas Noticias

ESTAGIÁRIOS DO CRIME? Casal de adolescentes troca de tiros com a PM em São Cristóvão e acabam detidos

Um casal de jovens menores de idade foi detido na tarde deste domingo (25/02) numa localidade conhecida como Baixinha...