Prefeitura Municipal de Savaldor

Modelo Bruno Krupp vira réu por morte de adolescente

O Ministério Público do Rio de Janeiro havia denunciado Bruno Krupp, de 25 anos, por ter atropelado e matado um adolescente, de 16, anos no início deste mês na capital fluminense. Agora, o juiz Gustavo Kalil, da 4ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, aceitou a denúncia e tornou réu o modelo do Ministério Público do Rio de Janeiro contra o modelo.

Além disso, Bruno teve os pedidos de sua defesa rejeitados na questão sobre o relaxamento da prisão preventiva, a qual foi decretada no último dia 3 de agosto.

“A gravidade concreta dos fatos, tal como imputados pelo MP, é acentuada. Até porque, há indícios de que o acusado teria como hábito dirigir de forma perigosa. Quanto ao dia dos fatos, vale pontuar que, conforme depoimento do Sr. Roger Boing, o Acusado estaria trafegando a mais de 150 km/h em via pública. […] Assim, considerando que as condições subjetivas são um dos fatores legais para aferição da cautelar pertinente (art. 282, inciso II do CPP), considerando, ainda, que há suposta prática de outros delitos, de naturezas diferentes, tenho que a prisão preventiva é necessária para a garantia da ordem pública, acautelando-se o meio social contra possível reiteração delitiva”, descreveu o magistrado.

A defesa do modelo alegou que o estado de saúde de Krupp tinha piorado e, por isso, requereu o afrouxamento da detenção.

“Por fim, destaco que, conforme informado pela SEAP, quanto ao estado de saúde, o acusado está ‘melhor que no início da internação’. Assim, nada indica risco de vida que justifique a revogação da prisão. Por todos esses motivos, indefiro os pleitos libertários e mantenho a prisão preventiva”, conclui o magistrado.

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) também divulgou comunicado informando que Krupp tinha um quadro de saúde bom e que continuava internado em uma Unidade de Pronto Atendimento penitenciária.

“Bruno Krupp continua internado, e no dia 18 de agosto seu quadro de saúde era: ‘Paciente se encontra aguardando autorização da regulação para exame de ressonância magnética do joelho, para avaliar se houve lesão ligamentar, que sendo positivo terá que realizar cirurgia. Devido a uma lesão corto-contusa, lacerativa infectada está fazendo uso de antibiótico. No mais, o estado geral dele é bom’”, informou a Seap.

O modelo pilotava uma moto com a velocidade por volta dos R$ 150 km/h quando atropelou um jovem na região do Posto 3 da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Além da motocicleta estar sem placa, Bruno não tinha habilitação.

A defesa do modelo afirmou que a moto teve um problema no freio motor e, por isso, Bruno não conseguiu evitar o acidente. No entanto, o laudo pericial apontou que não houve tentativa de frear a moto.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura Municipal de Savaldor

MINUTOS DE TERROR: Mulher reage a assalto e quase é baleada em São Rafael; assista

Um assalto foi registrado por câmeras de segurança na noite de quinta-feira, (27), no conjunto Moradas do Campo, bairro...