Governo do Estado da Bahia

Otto acusa Bolsonaro de ameaçar jovens com reedição da Carteira Verde e Amarela

O senador Otto Alencar (PSD-BA), candidato à reeleição, acusou o presidente Jair Bolsonaro de reapresentar o projeto Carteira Verde e Amarela, que, segundo ele, permite a contratação de jovens trabalhadores com menos direitos e baixos salários, embora o Senado já tenha rejeitado por duas vezes medidas provisórias neste sentido.

Segundo o senador, presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), Bolsonaro insiste em rebaixar direitos e o salário dos jovens. Otto rebate o argumento do presidente de que essa redução de encargos incentivará a criação de empregos.

“O governo demonstra, mais uma vez, depois de duas derrotas no Senado, que continuará sua política de precarização do trabalho, com vínculos trabalhistas cada vez mais fragilizados, o que é um absurdo”, sustenta.

O parlamentar também aponta algumas desvantagens das medidas, a exemplo de FGTS reduzido no contrato Verde e Amarelo de 8% do salário para apenas 2%; contratação por salário abaixo do piso salarial da categoria; Não respeita a equiparação salarial, permitindo diferença de ganhos entre profissionais com a mesma função; O adicional de periculosidade pode ser reduzido de 30% para até 5%; e permite parcelamento em até 12 vezes do 13º salário, férias e indenização do saldo do FGTS.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura Porto Seguro

Secretaria de Educação do Estado promove eleições de líderes de classe na rede estadual de ensino

Mais um importante passo está sendo dado em prol do exercício da gestão democrática na rede estadual de ensino...