Prefeitura Municipal de Savaldor

Ataques do MST: “Invasão de propriedade privada é crime”, diz Leandro de Jesus

“Para o Código Penal, invasão de propriedade privada é crime, mas, para o presidente estadual do PT, quando se trata do MST, é protesto. Querem enganar quem dessa vez?”, pergunta o deputado estadual do PL, Leandro de Jesus. Segundo o parlamentar, está expressa no artigo 150 da legislação a pena de três meses a um ano para os infratores que invadem áreas contra a vontade dos proprietários.

“Mas o representante do PT sai em defesa dos invasores do MST que invadiram fazendas produtivas no Extremo Sul. E ainda levanta pseudo bandeiras ambientalistas, alegando danos causados pela monocultura do eucalipto na região sem nenhuma prova científica. Pura ideologia furada”, diz Leandro.

O parlamentar assinala que democracia se faz com debate e existem várias instâncias institucionais para a discussão sobre o meio ambiente. “O que não se pode admitir é um partido político, que tem representação nos devidos fóruns, estimular a barbárie através do MST, que tem estreito vínculo com o PT”.

Leandro contesta a tentativa do dirigente petista de confundir normalidade democrática com baderna. “Existe um arcabouço legal que sustenta o estado democrático de direito. Não será o atropelando que exerceremos a democracia em sua plenitude”.

O deputado do PL assinala ainda que a reforma agrária reclamada pelo petista foi esquecida durante os vários anos em que o Partido dos Trabalhadores presidiu o Brasil. “Durante seus quatros anos, o presidente Jair Bolsonaro concedeu mais de 360 mil títulos de terra, um volume que não se compara ao quase nada feito pelo PT. E ainda se tem o desplante de falar em reforma agrária sem dar terra aos despossuídos”.

Leandro afirma que a política do PT de apoiar as invasões de terras na Bahia motiva o comportamento ilegal do MST, como o que se deu no distrito de Itaitu, em Jacobina. Na localidade, uma fazenda foi invadida, mas a comunidade local reagiu e expulsou os invasores.

“Esses confrontos precisam ser evitados para que não cheguemos ao extremo da violência. E a barbárie se instaure. Mas, para isso, é indispensável que a lei seja respeitada e a propriedade privada preservada. É reprovável instigar as invasões ilegais sob pretextos ideológicos”, assevera o parlamentar.

Leandro, nesta sexta-feira (3), esteve na Secretaria de Segurança Pública (SSP) para cobrar ações da pasta justamente respostas para que novos casos não aconteçam na Bahia.

Prefeitura Luis Eduardo Magalhães
Prefeitura Municipal de Savaldor

MINUTOS DE TERROR: Mulher reage a assalto e quase é baleada em São Rafael; assista

Um assalto foi registrado por câmeras de segurança na noite de quinta-feira, (27), no conjunto Moradas do Campo, bairro...